Tag Archives: motoristas

Rio de janeiro + gentil também tem desconto!

 

 

Vamos dar uma mãozinha para transformar as ruas do Rio de Janeiro em lugares de boa convivência entre os motoristas.

Como? Por meio da campanha Trânsito+gentil, o Porto Seguro Auto está oferecendo descontos de 5% na contratação ou renovação do seguro para motoristas que não possuam pontos na carteira de habilitação. Ou seja, para garantir o seu, você não deve ter cometido nenhuma infração de trânsito por um período de 12 meses.

O desconto já está valendo para o Estado de São Paulo e, agora, começa a valer para o Estado do Rio de Janeiro também. Saiba como funciona o desconto e fale com seu Corretor: https://gentil.vc/descontoauto

A falta de gentilezas e de respeito entre os condutores dificulta a qualidade de vida nas ruas. Com mais colaboração entre os motoristas, teríamos menos situações desgastantes nas ruas. E nem é (tão) difícil. Basta uma mudança de postura e de visão em relação às pessoas que estão ao seu redor. Fica o convite: confira essa compilação de dicas gentis e reflita. 🙂

  • É muito chato quando você quer mudar de faixa e o motorista ao lado não te dá passagem, né? Não aja como ele quando outro motorista quiser trocar de pista. O que vai, volta.
  • Não, “um minutinho” não é inofensivo. Nunca pare em fila dupla ou em locais proibidos. Esse “minutinho” pode prejudicar o fluxo do trânsito e causar um baita congestionamento!
  • Sempre dê a seta de direção para o motorista de trás (ou ao lado) saber o que você vai fazer. Faça isso até mesmo quando não houver outros carros por perto, assim você adquire o hábito e também sinaliza aos pedestres e ciclistas.
  • Ao procurar vaga no estacionamento do shopping ou do supermercado, não obstrua o corredor dirigindo devagar. Se você precisar mesmo encontrar uma vaga naquele piso, pelo menos deixe o carro de trás ultrapassá-lo.
  • Se você se deparar com um carro em manobra ou saindo de uma vaga (ou garagem), espere o motorista terminar, ao invés de ir para cima dele,  impedindo-o de sair.
  • Nunca buzine sem necessidade. Isso ajuda a diminuir a poluição sonora e evita sustos desnecessários nas ruas!
  • Não parar em cima da faixa de pedestre é bom, mas melhor ainda é não acelerar quando enxergar uma pessoa atravessando a rua, mesmo que ela esteja distante da faixa.
  • Esteja sempre atento ao trânsito e dirija em velocidade compatível com o fluxo. Se estiver devagar, mantenha-se na faixa da direita. Assim, você não atrasa os carros atrás de você.
  • Jamais dirija como se estivesse competindo. Isso vale para quem praticamente encosta no carro da frente, pra quem costura entre as pistas e pra quem força a entrada em uma pista.

carro
E você, tem mais alguma dica gentil? Pode mandar, quem sabe ela não vem parar aqui?

Quem está certo e quem está errado na relação entre motoristas e ciclistas no trânsito? Sem resposta concreta, a pergunta causa polêmica e desperta outra discussão: como chegar a um denominador comum pelo bem da gentileza e da segurança de todos no trânsito?

A princípio, o melhor que você pode fazer é não começar discussões pensando em brigar. A dica de ouvir com calma o que o próximo tem a dizer vale para qualquer situação. Tendo isso em mente, fica bem mais fácil comparar as opiniões!

O jornalista Guto Lobato (@GutoLobato), que dirige frequentemente pela capital paulista, diz que qualquer imprudência ou manobra brusca pode causar um acidente grave. De acordo com ele, nenhum dos “lados” está certo ou errado: o que falta é respeito mútuo.

“Se todos (motoristas e motociclistas) seguirem a legislação de trânsito, respeitando limites de velocidade e a distância entre veículos, evitando ultrapassagens bruscas e, principalmente, agirem com educação e respeito ao espaço alheio, é muito possível chegar a um resultado positivo”.

Para Guto, a prova de que isso pode ser conseguido está na faixa de motociclistas das grandes avenidas de São Paulo – 23 de Maio, Avenida dos Bandeirantes, Nações Unidas, Brasil, entre outras.

Já a ciclista-ativista Aline Cavalcante (@pedaline) acha que o segredo para fazer um Trânsito+gentil é tolerância. “As pessoas precisam tolerar diferenças e escolhas de cada um, aprender a respeitar direitos”, opina.

Ela diz que, independente de opiniões individuais, a arte de tolerar deve ser exercitada em todos os âmbitos da vida, inclusive no trânsito. “É onde convivemos com outras pessoas, realidades, humores e meios de transporte. Hoje, podemos estar dirigindo, mas amanhã podemos depender de transporte público ou de bicicleta. Precisamos lembrar que somos seres humanos, como todos as outras personagens do trânsito”, pontua.

blog

E você, o que acha? Colabore com o debate e não se esqueça: mantenha sempre pelo menos 1,5 m de distância dos outros veículos no trânsito! 🙂

Por Bruno Érnica

Já sabemos como funciona o bom e velho congestionamento. Ele está no meio de nós, e, infelizmente, alterando o humor dos impacientes. Alguns motoristas jogam ofensas e intransigências pela janela do carro. Etodos sabemos que não devemos jogar lixo nas ruas!

Quando se está no trabalho, aguardando ansiosamente pelas 18h, você não sai batendo na secretária, rasgando documento e nem mordendo a canela do seu chefe. A poucos dias do Réveillon, você não sai brigando com o universo porque cansou deste ano e quer que chegue logo o próximo. Então porque ser intolerante no trânsito, quando se está preso em um congestionamento?

O melhor a se fazer é deixar a intolerância do lado de fora do carro. Leve coisas que você goste no banco do passageiro, como uma boa música pra cantar e passar o tempo, um monte de salgadinhos e doces pra você matar um pouco da ansiedade. Outra opção é oferecer uma carona para alguém que você sempre quis flertar, já que ela não poderá fugir!

O seu carro é lugar de coisa boa! A intolerância fica muito melhor na sala de espera, junto com o estresse e a raiva. Elas combinam muito bem, mas só quando estão longe de você.

**

O Bruno Érnica trabalha com web e redes sociais. Paulistano, já está acostumado com o corre-corre cotidiano e conhece bem o trânsito. O seu blog, https://brunoernica.com, é uma ótima dica para quem não quer dar carona para o estresse.

bruno ernica

Já parou para pensar nisso? Encontramos uma ilustração bem bacana que mostra um mundo onde as bicicletas são maioria e no lugar das cliclovias, existe uma espécie de “carrovia”.

bicicletas

É ótimo ver quantas idéias uma imagem pode nos trazer. Já começamos a pensar que o ar desse “novo mundo” seria bem mais puro. As pessoas teriam mais contato umas com as outras, se enxergariam mais e o trânsito seria muito mais gentil por isso. Em compensação, todo mundo teria preguiça de sair de casa nos dias de chuva. Haveria mais espaço para estacionar e transitar com as bicicletas, logo, o trânsito seria bem menos caótico e as pessoas teriam mais saúde e disposição, já que praticariam exercícios todos os dias.

E você? Como imagina esse “novo mundo”? Deixe um comentário contando pra gente, quem sabe não temos boas ideias para melhorar o que já temos hoje em dia?!

Ah! Sabia que a Porto Seguro tem uma bicicleta elétrica chamada Felisa? Clique aqui para conhecê-la.

Quem mora em São Paulo provavelmente já ouviu falar das novas leis de trânsito que entraram em vigor dia 2 de agosto na Marginal Tietê. São medidas tomadas para diminuir o número de acidentes graves que acontecem na pista. De acordo com a CET, a previsão é que os acidentes diminuam em 40%.

A lei destaca a restrição de circulação de motos na pista expressa da Marginal e também a redução do limite de velocidade de 90 km por hora para 70 km por hora para veículos pesados como ônibus e caminhões.

Por causa do stress do dia a dia, a falta de tempo e a pressa, as pessoas acabam se esquecendo das gentilezas no trânsito e abusando das infrações. É preciso lembrar que mais importante do que chegar na hora a uma reunião, é dirigir com segurança sem ameaçar sua própria vida e a de outros motoristas. Os acidentes são bem mais graves quando acontecem enquanto estamos em velocidade alta.

Você acha que essa medida está sendo eficiente? Deixe sua opinião nos comentários do post. Se você não for de São Paulo, nos conte como os problemas de trânsito são solucionados ou o que vocês acham que poderia melhorar.
O vídeo da campanha feita pela CET para anunciar as novas leis, usou um personagem bem conhecido pelos nossos seguidores gentis que também apoia nossa campanha: o motoboy Jackson Five! (Personagem de Marco Luque)

Vejam que bacana ficou o vídeo:

Muita gente no Twitter entra em contato conosco pedindo que a gente fale mais do papel do pedestre no trânsito. É muito importante que todos o enxerguem, pois apesar de não estar dirigindo um carro, ele tem um papel crucial no trânsito. Aliás, todos que, de alguma forma, influenciam o tráfego de veículos, fazem parte do trânsito diariamente. Fora que assim que um motorista sai do carro, ele vira um pedestre, certo?
Continue reading

“Semana passada, dando uma carona solidária à minha amiga @hariele_quara, fui advertida a tomar cuidado com um agente de trânsito (vulgo “azulzinho”) famoso que atualmente está trabalhando na Av. Darcy Vargas, na faixa de pedestres que dá acesso ao Amazonas Shopping. Minha amiga me disse que aquele japonezinho é conhecido na cidade de Manaus pelo caderninho que carrega com ele, constatemente atualizado com placas de veículos automotores que ousam cometer alguma infração na área de atuação dele. Sempre que volto da UFAM para casa, vejo ele ali, de cabeça baixa com algo na mão. Pensei que estivesse operando um equipamento eletrônico ou algo do gênero. Mas sua atividade é anotar as placas dos veículos que param sobre aquela faixa de pedestres, em qualquer dos sentidos da via.
Continue reading

Visualize uma rua onde transitam carros, pessoas e todos os elementos que compõe uma cidade grande. Você consegue ver o semáforo, a faixa de pedestres, as placas de sinalização e os desníveis na calçada? Pois bem, agora tire tudo isso. Tudo que for sinalização e elemento para a organização do trânsito deve estar fora da sua imaginação. Então, pense como ficaria a rua: carros batendo uns nos outros, pessoas sendo atropeladas, gritos, fumaça, confusão… O verdadeiro caos, não é mesmo?

Porém, pode não ser bem assim. Hans Monderman, engenheiro de tráfego holandês, pensou em uma alternativa bastante diferente e inovadora para resolver os problemas de trânsito de seu país. A ideia surgiu quando o governo holandês, cansado de tantos acidentes causados pelo número crescente de automóveis, convidou Monderman a criar um projeto que buscasse diminuir esses índices.
Continue reading

WP_Query Object
(
    [query] => Array
        (
            [tag] => motoristas
        )

    [query_vars] => Array
        (
            [tag] => motoristas
            [error] => 
            [m] => 
            [p] => 0
            [post_parent] => 
            [subpost] => 
            [subpost_id] => 
            [attachment] => 
            [attachment_id] => 0
            [name] => 
            [static] => 
            [pagename] => 
            [page_id] => 0
            [second] => 
            [minute] => 
            [hour] => 
            [day] => 0
            [monthnum] => 0
            [year] => 0
            [w] => 0
            [category_name] => 
            [cat] => 
            [tag_id] => 195
            [author] => 
            [author_name] => 
            [feed] => 
            [tb] => 
            [paged] => 0
            [meta_key] => 
            [meta_value] => 
            [preview] => 
            [s] => 
            [sentence] => 
            [title] => 
            [fields] => 
            [menu_order] => 
            [embed] => 
            [category__in] => Array
                (
                )

            [category__not_in] => Array
                (
                )

            [category__and] => Array
                (
                )

            [post__in] => Array
                (
                )

            [post__not_in] => Array
                (
                )

            [post_name__in] => Array
                (
                )

            [tag__in] => Array
                (
                )

            [tag__not_in] => Array
                (
                )

            [tag__and] => Array
                (
                )

            [tag_slug__in] => Array
                (
                    [0] => motoristas
                )

            [tag_slug__and] => Array
                (
                )

            [post_parent__in] => Array
                (
                )

            [post_parent__not_in] => Array
                (
                )

            [author__in] => Array
                (
                )

            [author__not_in] => Array
                (
                )

            [ignore_sticky_posts] => 
            [suppress_filters] => 
            [cache_results] => 1
            [update_post_term_cache] => 1
            [lazy_load_term_meta] => 1
            [update_post_meta_cache] => 1
            [post_type] => 
            [posts_per_page] => 10
            [nopaging] => 
            [comments_per_page] => 50
            [no_found_rows] => 
            [order] => DESC
        )

    [tax_query] => WP_Tax_Query Object
        (
            [queries] => Array
                (
                    [0] => Array
                        (
                            [taxonomy] => post_tag
                            [terms] => Array
                                (
                                    [0] => motoristas
                                )

                            [field] => slug
                            [operator] => IN
                            [include_children] => 1
                        )

                )

            [relation] => AND
            [table_aliases:protected] => Array
                (
                    [0] => t_g_term_relationships
                )

            [queried_terms] => Array
                (
                    [post_tag] => Array
                        (
                            [terms] => Array
                                (
                                    [0] => motoristas
                                )

                            [field] => slug
                        )

                )

            [primary_table] => t_g_posts
            [primary_id_column] => ID
        )

    [meta_query] => WP_Meta_Query Object
        (
            [queries] => Array
                (
                )

            [relation] => 
            [meta_table] => 
            [meta_id_column] => 
            [primary_table] => 
            [primary_id_column] => 
            [table_aliases:protected] => Array
                (
                )

            [clauses:protected] => Array
                (
                )

            [has_or_relation:protected] => 
        )

    [date_query] => 
    [queried_object] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 195
            [name] => motoristas
            [slug] => motoristas
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 195
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 9
            [filter] => raw
        )

    [queried_object_id] => 195
    [request] => SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS  t_g_posts.ID FROM t_g_posts  LEFT JOIN t_g_term_relationships ON (t_g_posts.ID = t_g_term_relationships.object_id) WHERE 1=1  AND ( 
  t_g_term_relationships.term_taxonomy_id IN (195)
) AND t_g_posts.post_type = 'post' AND (t_g_posts.post_status = 'publish') GROUP BY t_g_posts.ID ORDER BY t_g_posts.post_date DESC LIMIT 0, 10
    [posts] => Array
        (
            [0] => WP_Post Object
                (
                    [ID] => 3477
                    [post_author] => 3
                    [post_date] => 2015-04-15 15:04:34
                    [post_date_gmt] => 2015-04-15 18:04:34
                    [post_content] => Rio de janeiro + gentil também tem desconto!

 

 

Vamos dar uma mãozinha para transformar as ruas do Rio de Janeiro em lugares de boa convivência entre os motoristas.

Como? Por meio da campanha Trânsito+gentil, o Porto Seguro Auto está oferecendo descontos de 5% na contratação ou renovação do seguro para motoristas que não possuam pontos na carteira de habilitação. Ou seja, para garantir o seu, você não deve ter cometido nenhuma infração de trânsito por um período de 12 meses.

O desconto já está valendo para o Estado de São Paulo e, agora, começa a valer para o Estado do Rio de Janeiro também. Saiba como funciona o desconto e fale com seu Corretor: https://gentil.vc/descontoauto
                    [post_title] => Rio de janeiro + gentil também tem desconto!
                    [post_excerpt] => 
                    [post_status] => publish
                    [comment_status] => open
                    [ping_status] => open
                    [post_password] => 
                    [post_name] => rio-de-janeiro-gentil-tambem-tem-desconto
                    [to_ping] => 
                    [pinged] => 
                    [post_modified] => 2015-04-15 15:04:34
                    [post_modified_gmt] => 2015-04-15 18:04:34
                    [post_content_filtered] => 
                    [post_parent] => 0
                    [guid] => https://transitomaisgentil.com.br/?p=3477
                    [menu_order] => 0
                    [post_type] => post
                    [post_mime_type] => 
                    [comment_count] => 0
                    [filter] => raw
                )

            [1] => WP_Post Object
                (
                    [ID] => 2992
                    [post_author] => 2
                    [post_date] => 2012-06-13 19:39:28
                    [post_date_gmt] => 2012-06-13 21:39:28
                    [post_content] => A falta de gentilezas e de respeito entre os condutores dificulta a qualidade de vida nas ruas. Com mais colaboração entre os motoristas, teríamos menos situações desgastantes nas ruas. E nem é (tão) difícil. Basta uma mudança de postura e de visão em relação às pessoas que estão ao seu redor. Fica o convite: confira essa compilação de dicas gentis e reflita. :)
  • É muito chato quando você quer mudar de faixa e o motorista ao lado não te dá passagem, né? Não aja como ele quando outro motorista quiser trocar de pista. O que vai, volta.
  • Não, “um minutinho” não é inofensivo. Nunca pare em fila dupla ou em locais proibidos. Esse “minutinho” pode prejudicar o fluxo do trânsito e causar um baita congestionamento!
  • Sempre dê a seta de direção para o motorista de trás (ou ao lado) saber o que você vai fazer. Faça isso até mesmo quando não houver outros carros por perto, assim você adquire o hábito e também sinaliza aos pedestres e ciclistas.
  • Ao procurar vaga no estacionamento do shopping ou do supermercado, não obstrua o corredor dirigindo devagar. Se você precisar mesmo encontrar uma vaga naquele piso, pelo menos deixe o carro de trás ultrapassá-lo.
  • Se você se deparar com um carro em manobra ou saindo de uma vaga (ou garagem), espere o motorista terminar, ao invés de ir para cima dele,  impedindo-o de sair.
  • Nunca buzine sem necessidade. Isso ajuda a diminuir a poluição sonora e evita sustos desnecessários nas ruas!
  • Não parar em cima da faixa de pedestre é bom, mas melhor ainda é não acelerar quando enxergar uma pessoa atravessando a rua, mesmo que ela esteja distante da faixa.
  • Esteja sempre atento ao trânsito e dirija em velocidade compatível com o fluxo. Se estiver devagar, mantenha-se na faixa da direita. Assim, você não atrasa os carros atrás de você.
  • Jamais dirija como se estivesse competindo. Isso vale para quem praticamente encosta no carro da frente, pra quem costura entre as pistas e pra quem força a entrada em uma pista.

carro E você, tem mais alguma dica gentil? Pode mandar, quem sabe ela não vem parar aqui? [post_title] => Dirija sem encarar os outros motoristas como inimigos [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => dirija-sem-encarar-os-outros-motoristas-como-inimigos [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2012-06-13 19:39:28 [post_modified_gmt] => 2012-06-13 21:39:28 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2992 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 4 [filter] => raw ) [2] => WP_Post Object ( [ID] => 2980 [post_author] => 2 [post_date] => 2012-04-16 16:49:04 [post_date_gmt] => 2012-04-16 18:49:04 [post_content] => Quem está certo e quem está errado na relação entre motoristas e ciclistas no trânsito? Sem resposta concreta, a pergunta causa polêmica e desperta outra discussão: como chegar a um denominador comum pelo bem da gentileza e da segurança de todos no trânsito? A princípio, o melhor que você pode fazer é não começar discussões pensando em brigar. A dica de ouvir com calma o que o próximo tem a dizer vale para qualquer situação. Tendo isso em mente, fica bem mais fácil comparar as opiniões! O jornalista Guto Lobato (@GutoLobato), que dirige frequentemente pela capital paulista, diz que qualquer imprudência ou manobra brusca pode causar um acidente grave. De acordo com ele, nenhum dos “lados” está certo ou errado: o que falta é respeito mútuo. “Se todos (motoristas e motociclistas) seguirem a legislação de trânsito, respeitando limites de velocidade e a distância entre veículos, evitando ultrapassagens bruscas e, principalmente, agirem com educação e respeito ao espaço alheio, é muito possível chegar a um resultado positivo”. Para Guto, a prova de que isso pode ser conseguido está na faixa de motociclistas das grandes avenidas de São Paulo – 23 de Maio, Avenida dos Bandeirantes, Nações Unidas, Brasil, entre outras. Já a ciclista-ativista Aline Cavalcante (@pedaline) acha que o segredo para fazer um Trânsito+gentil é tolerância. “As pessoas precisam tolerar diferenças e escolhas de cada um, aprender a respeitar direitos”, opina. Ela diz que, independente de opiniões individuais, a arte de tolerar deve ser exercitada em todos os âmbitos da vida, inclusive no trânsito. “É onde convivemos com outras pessoas, realidades, humores e meios de transporte. Hoje, podemos estar dirigindo, mas amanhã podemos depender de transporte público ou de bicicleta. Precisamos lembrar que somos seres humanos, como todos as outras personagens do trânsito”, pontua.

blog

E você, o que acha? Colabore com o debate e não se esqueça: mantenha sempre pelo menos 1,5 m de distância dos outros veículos no trânsito! :) [post_title] => Motoristas e ciclistas: afinal, como incentivar as gentilezas? [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => motoristas-e-ciclistas-afinal-como-incentivar-as-gentilezas [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2012-04-16 16:49:04 [post_modified_gmt] => 2012-04-16 18:49:04 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2980 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 7 [filter] => raw ) [3] => WP_Post Object ( [ID] => 2440 [post_author] => 2 [post_date] => 2011-09-29 13:31:47 [post_date_gmt] => 2011-09-29 15:31:47 [post_content] => Por Bruno Érnica Já sabemos como funciona o bom e velho congestionamento. Ele está no meio de nós, e, infelizmente, alterando o humor dos impacientes. Alguns motoristas jogam ofensas e intransigências pela janela do carro. Etodos sabemos que não devemos jogar lixo nas ruas! Quando se está no trabalho, aguardando ansiosamente pelas 18h, você não sai batendo na secretária, rasgando documento e nem mordendo a canela do seu chefe. A poucos dias do Réveillon, você não sai brigando com o universo porque cansou deste ano e quer que chegue logo o próximo. Então porque ser intolerante no trânsito, quando se está preso em um congestionamento? O melhor a se fazer é deixar a intolerância do lado de fora do carro. Leve coisas que você goste no banco do passageiro, como uma boa música pra cantar e passar o tempo, um monte de salgadinhos e doces pra você matar um pouco da ansiedade. Outra opção é oferecer uma carona para alguém que você sempre quis flertar, já que ela não poderá fugir! O seu carro é lugar de coisa boa! A intolerância fica muito melhor na sala de espera, junto com o estresse e a raiva. Elas combinam muito bem, mas só quando estão longe de você. ** O Bruno Érnica trabalha com web e redes sociais. Paulistano, já está acostumado com o corre-corre cotidiano e conhece bem o trânsito. O seu blog, https://brunoernica.com, é uma ótima dica para quem não quer dar carona para o estresse. bruno ernica [post_title] => A intolerância não pega carona nos congestionamentos [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => a-intolerancia-nao-pega-carona-nos-congestionamentos [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2011-09-29 13:31:47 [post_modified_gmt] => 2011-09-29 15:31:47 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2440 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 1 [filter] => raw ) [4] => WP_Post Object ( [ID] => 1247 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-11-09 11:51:42 [post_date_gmt] => 2010-11-09 13:51:42 [post_content] => Já parou para pensar nisso? Encontramos uma ilustração bem bacana que mostra um mundo onde as bicicletas são maioria e no lugar das cliclovias, existe uma espécie de “carrovia”.

bicicletas

É ótimo ver quantas idéias uma imagem pode nos trazer. Já começamos a pensar que o ar desse “novo mundo” seria bem mais puro. As pessoas teriam mais contato umas com as outras, se enxergariam mais e o trânsito seria muito mais gentil por isso. Em compensação, todo mundo teria preguiça de sair de casa nos dias de chuva. Haveria mais espaço para estacionar e transitar com as bicicletas, logo, o trânsito seria bem menos caótico e as pessoas teriam mais saúde e disposição, já que praticariam exercícios todos os dias. E você? Como imagina esse “novo mundo”? Deixe um comentário contando pra gente, quem sabe não temos boas ideias para melhorar o que já temos hoje em dia?! Ah! Sabia que a Porto Seguro tem uma bicicleta elétrica chamada Felisa? Clique aqui para conhecê-la. [post_title] => E se os carros não fossem maioria? [post_excerpt] => Já parou para pensar nisso? Encontramos uma ilustração bem bacana que mostra um mundo onde as bicicletas são maioria e no lugar das cliclovias, existe uma espécie de “carrovia”. [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => e-se-os-carros-nao-fossem-maioria [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-11-09 11:51:42 [post_modified_gmt] => 2010-11-09 13:51:42 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=1247 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 1 [filter] => raw ) [5] => WP_Post Object ( [ID] => 1056 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-09-09 14:59:25 [post_date_gmt] => 2010-09-09 16:59:25 [post_content] => Quem mora em São Paulo provavelmente já ouviu falar das novas leis de trânsito que entraram em vigor dia 2 de agosto na Marginal Tietê. São medidas tomadas para diminuir o número de acidentes graves que acontecem na pista. De acordo com a CET, a previsão é que os acidentes diminuam em 40%. A lei destaca a restrição de circulação de motos na pista expressa da Marginal e também a redução do limite de velocidade de 90 km por hora para 70 km por hora para veículos pesados como ônibus e caminhões. Por causa do stress do dia a dia, a falta de tempo e a pressa, as pessoas acabam se esquecendo das gentilezas no trânsito e abusando das infrações. É preciso lembrar que mais importante do que chegar na hora a uma reunião, é dirigir com segurança sem ameaçar sua própria vida e a de outros motoristas. Os acidentes são bem mais graves quando acontecem enquanto estamos em velocidade alta. Você acha que essa medida está sendo eficiente? Deixe sua opinião nos comentários do post. Se você não for de São Paulo, nos conte como os problemas de trânsito são solucionados ou o que vocês acham que poderia melhorar. O vídeo da campanha feita pela CET para anunciar as novas leis, usou um personagem bem conhecido pelos nossos seguidores gentis que também apoia nossa campanha: o motoboy Jackson Five! (Personagem de Marco Luque) Vejam que bacana ficou o vídeo: [post_title] => Novas leis na Marginal Tietê [post_excerpt] => Quem mora em São Paulo provavelmente já ouviu falar das novas leis de trânsito que entraram em vigor dia 2 de agosto na Marginal Tietê. São medidas tomadas para diminuir o número de acidentes graves que acontecem na pista. De acordo com a CET, a previsão é que os acidentes diminuam em 40%. [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => novas-leis-na-marginal-tiete [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-09-09 14:59:25 [post_modified_gmt] => 2010-09-09 16:59:25 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=1056 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 2 [filter] => raw ) [6] => WP_Post Object ( [ID] => 938 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-08-13 13:03:48 [post_date_gmt] => 2010-08-13 15:03:48 [post_content] => Muita gente no Twitter entra em contato conosco pedindo que a gente fale mais do papel do pedestre no trânsito. É muito importante que todos o enxerguem, pois apesar de não estar dirigindo um carro, ele tem um papel crucial no trânsito. Aliás, todos que, de alguma forma, influenciam o tráfego de veículos, fazem parte do trânsito diariamente. Fora que assim que um motorista sai do carro, ele vira um pedestre, certo? pedestres Está no Código de Trânsito Brasileiro que o pedestre tem preferência, portanto, os carros podem e devem respeitá-lo. Mas ele também tem a função de colaborar para um Trânsito + Gentil. Então, este post funcionará como uma mão de duas vias: daremos dicas de gentileza no trânsito aos pedestres e também aos motoristas. Se eles se respeitarem, o trânsito ficará muito mais agradável. Dos pedestres para os motoristas: ● Coloque-se sempre de maneira visível. Ao aguardar o farol abrir para atravessar a rua, procure não ficar atrás de obstáculos como postes ou árvores; é sempre bom que o motorista possa te ver. Mas espere em cima da calçada para não atrapalhar os carros. ● Use roupas claras em dias de chuva ou a noite, também facilita bastante a visualização do motorista. ● Ao atravessar a rua, olhe primeiro para a esquerda, depois para a direita e para a esquerda de novo, tendo certeza de que não vem nenhum carro e você pode fazer uma travessia segura. ● Opte por atravessar nas passarelas ou passagens subterrâneas. Além de ser mais seguro, fazer exercícios físicos subindo ou descendo escadas faz bem para a saúde! ● Dobre a atenção quando passar por perto de portas de garagem ou postos de gasolina, onde a calçada é lugar comum do carro e do motorista. Isso pode evitar acidentes inesperados. ● Segure as crianças pelo punho na hora de atravessar a rua, assim não tem perigo de a mão dela escapar e ocorrer algum acidente. Dos motoristas para os pedestres: ● Sempre respeite a faixa de pedestres, sem parar em cima ou avançar o farol vermelho. ● Dobre a atenção ao passar por cruzamentos, tenha certeza de que nenhum pedestre distraído  está atravessando a rua sem olhar. ● Em dias de chuva, lembre-se que é preciso ter mais cuidado por causa da pista molhada. Não dê freadas bruscas, diminua a velocidade e fique atento. ● Ao ver que o farol ficou amarelo, diminua a velocidade e certifique-se que vai dar tempo de atravessar o cruzamento sem correr ou oferecer nenhum risco. ● Tenha paciência com idosos ou deficientes físicos. Eles levam mais tempo para atravessar a rua e precisam da compreensão e a ajuda das outras pessoas. ● Ao sair de garagens ou circular em postos de gasolina, tome cuidado com os pedestres que dividem a calçada com você. A preferência é de quem está a pé. Então galera, fica a dica de como cada um pode cumprir seu papel para o trânsito ficar cada vez mais gentil. Não dói nada, né? E o benefício é só nosso. Se vocês lembrarem de outras dicas que não colocamos no post, escreva um comentário pra gente ou apenas diga o que achou do post! Ilustração by sandrajavera [post_title] => Melhorando o convívio entre pedestres e motoristas [post_excerpt] => Muita gente no Twitter entra em contato conosco pedindo que a gente fale mais do papel do pedestre no trânsito. É muito importante que todos o enxerguem, pois apesar de não estar dirigindo um carro, ele tem um papel crucial no trânsito. Aliás, todos que, de alguma forma, influenciam o tráfego de veículos, fazem parte do trânsito diariamente. Fora que assim que um motorista sai do carro, ele vira um pedestre, certo? [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => melhorando-o-convivio-entre-pedestres-e-motoristas [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-08-13 13:03:48 [post_modified_gmt] => 2010-08-13 15:03:48 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=938 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 2 [filter] => raw ) [7] => WP_Post Object ( [ID] => 797 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-05-20 16:02:22 [post_date_gmt] => 2010-05-20 18:02:22 [post_content] => "Semana passada, dando uma carona solidária à minha amiga @hariele_quara, fui advertida a tomar cuidado com um agente de trânsito (vulgo “azulzinho”) famoso que atualmente está trabalhando na Av. Darcy Vargas, na faixa de pedestres que dá acesso ao Amazonas Shopping. Minha amiga me disse que aquele japonezinho é conhecido na cidade de Manaus pelo caderninho que carrega com ele, constatemente atualizado com placas de veículos automotores que ousam cometer alguma infração na área de atuação dele. Sempre que volto da UFAM para casa, vejo ele ali, de cabeça baixa com algo na mão. Pensei que estivesse operando um equipamento eletrônico ou algo do gênero. Mas sua atividade é anotar as placas dos veículos que param sobre aquela faixa de pedestres, em qualquer dos sentidos da via. No horário que retorno, aquele pedaço da Darcy Vargas está sempre engarrafado. Pouco se consegue “avançar” com os veículos. E nesses avanços, os veículos sempre param sobre a faixa, a menos que o agente de trânsito faça um sinal, pedindo aos motoristas que parem antes para assegurar a travessia dos pedestres (os agentes anteriores ao atual japonezinho faziam isso). Enfim, vergonhasamente, até eu já parei sobre a faixa. Só não me recordo se o famoso agente estava por lá quando cometi tal infração. Sexta-feira passada (dia 30/04), fui com muito cuidado e decidida a parar antes da faixa, estando ele por lá ou não. Ele estava lá. E o carro à minha frente parou bem em cima da faixa. Foi batata! O Azulzinho puxou a caneta e alternando seu olhar entre o caderninho e a placa, anotou a placa do veículo infrator. Da mesma forma que minha amiga se preocupou em me advertir, também tive a mesma preocupação com os motoristas que conheço e que eventualmente passam por lá. Meu pai veio me dizer que de fato este azulzinho é conhecido na cidade por seu caderninho. E expôs sua opinião a respeito. Ele disse que é sempre assim. É preferível “punir” de imediato a educar e advertir. Seu comentário se estende também aos “corujinhas”, que na opinião dele são apenas caça-níqueis. Meu padrinho também expôs sua opinião, dizendo que respeitar as leis de trânsito é uma questão de cultura. E deu o exemplo de Brasília, que mesmo não sendo perfeita, ainda é geralmente tomada como exemplo quando o assunto é respeitar a faixa de pedestres. E isso eu vi de perto quando lá estive há 3 anos. Acostumadas com o trânsito de Manaus, uma amiga e eu esperávamos uma oportunidade para atravessar (na área da UnB), até que nos disseram e nós vimos que bastava se aproximar da faixa que os motoristas paravam para que nós atravessássemos a avenida. Fiquei impressionada. Lógico que não era todo motorista que parava, mas a enorme maioria dava o bom exemplo. Fiquei pensando nesta questão durante o fim de semana. Cheguei à conclusão que tanto meu pai quanto meu padrinho tem razão. Respeitar a faixa é sim uma questão cultural e esta realidade só mudará em Manaus se os condutores e pedestres forem EDUCADOS para tal. Não estou desmerecendo o trabalho que o DETRAN-AM já faz nas escolas, pensando nos condutores do futuro. Mas penso que até que estas crianças cheguem ao volante, muitos outros acidentes terão sido causados pelos condutores que já estão ao volante. E quem disse que não se pode educar os condutores de hoje? Não é do conhecimento de todos, mas para que Brasília se tornasse um exemplo nesta questão (exemplo que ainda pode melhorar, reconheço), foi necessária uma forte campanha em 1996, que partiu do Correio Braziliense, com uma passeata de 25 mil pessoas pela cidade. Leia mais em: Campanha pela paz no trânsito Todos os condutores sabem (espera-se que saibam) que o objetivo desta faixa é facilitar a travessia da via pública pelo pedestre. E que há penalidade quando o condutor a desrespeita – Multa média ao parar sobre a faixa (seja a faixa de retenção ou a zebrada) diante de um semáforo, segundo o artigo 183 do CTB; multa leve quando o veículo parar sobre a faixa quando não há semáforo, segundo o artigo 182 do CTB. Mas o que são 4 pontos na CHN, já que quando a multa completa um ano os pontos são “perdoados” (evidentemente após o pagamento da multa)? E o que é pagar R$80,00 ou R$120,00 por um “multinha” aqui outra acolá? Infelizmente, este ainda é o pensamento de muitos condutores. A imprudência está aí. O Fantástico outro dia mostrou uma reportagem sobre o desrespeito dos motoristas em relação à faixa de pedestres e a não preocupação de alguns pedestres em atravessar na faixa que a eles é destinada. No teste feito pelo programa, Salvador foi a cidade campeã de desrespeito à faixa (matéria no site do programa). Mas eu desconfio que se tivessem incluído Manaus no teste, teríamos ficado com o título de desrespeito à faixa. Infelizmente.

nao passe ao lado

Minha sugestão aos condutores: Procure tomar a iniciativa de parar antes da faixa para dar passagem aos pedestres. Tente tornar isto um hábito. Mas tome alguns cuidados. Em avenidas de grande movimento como a Recife (em frente ao colégio do Norte, por exemplo), vá reduzindo a velocidade e se puder ponha a mão para fora, sinalizando aos demais condutores que você está parando. Isto evitará que o condutor de trás bata seu veículo na pressa de passar e convidará os demais condutores a parar também para que os pedestres atravessem a via. Aos pedestres: Mesmo que a faixa esteja um pouco distante, procure atravessar nela. É nela que lhe é garantido o direito de atravessar a via com segurança. Mas também tome cuidado. Nem todos os motoristas respeitam os semáforos e as faixas ainda. Certifique-se de que os veículos estão parados para que sua travessia pela via seja segura. Mesmo que pareça utopia mudar esta realidade, é preciso que alguém comece. Não cabe só às escolas educar os futuros condutores. É bem verdade que os governantes poderiam se preocupar menos em arrecadar dinheiro, penalizando os condutores, e se preocupar mais em educar a população como um todo. Afinal, isto também faz parte da cultura. É uma questão de cidadania. Convido você, condutor ou pedestre, a tentar criar este hábito de respeitar / utilizar a faixa de pedestres." Este post foi publicado originalmente no blog Cretina's Feelings, mas de tão legal que ficou, achamos que seria interessante colocar aqui no blog do Trânsito + Gentil. As meninas são de Manaus e dá para perceber claramente que existem problemas no trânsito lá também. Obrigado pela colaboração meninas! [post_title] => Faixa de Pedestres [post_excerpt] => "Semana passada, dando uma carona solidária à minha amiga @hariele_quara, fui advertida a tomar cuidado com um agente de trânsito (vulgo “azulzinho”) famoso que atualmente está trabalhando na Av. Darcy Vargas, na faixa de pedestres que dá acesso ao Amazonas Shopping. Minha amiga me disse que aquele japonezinho é conhecido na cidade de Manaus pelo caderninho que carrega com ele, constatemente atualizado com placas de veículos automotores que ousam cometer alguma infração na área de atuação dele. Sempre que volto da UFAM para casa, vejo ele ali, de cabeça baixa com algo na mão. Pensei que estivesse operando um equipamento eletrônico ou algo do gênero. Mas sua atividade é anotar as placas dos veículos que param sobre aquela faixa de pedestres, em qualquer dos sentidos da via. [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => faixa-de-pedestres [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-05-20 16:02:22 [post_modified_gmt] => 2010-05-20 18:02:22 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=797 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 7 [filter] => raw ) [8] => WP_Post Object ( [ID] => 467 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-02-24 12:13:03 [post_date_gmt] => 2010-02-24 14:13:03 [post_content] => Visualize uma rua onde transitam carros, pessoas e todos os elementos que compõe uma cidade grande. Você consegue ver o semáforo, a faixa de pedestres, as placas de sinalização e os desníveis na calçada? Pois bem, agora tire tudo isso. Tudo que for sinalização e elemento para a organização do trânsito deve estar fora da sua imaginação. Então, pense como ficaria a rua: carros batendo uns nos outros, pessoas sendo atropeladas, gritos, fumaça, confusão... O verdadeiro caos, não é mesmo? Porém, pode não ser bem assim. Hans Monderman, engenheiro de tráfego holandês, pensou em uma alternativa bastante diferente e inovadora para resolver os problemas de trânsito de seu país. A ideia surgiu quando o governo holandês, cansado de tantos acidentes causados pelo número crescente de automóveis, convidou Monderman a criar um projeto que buscasse diminuir esses índices. A premissa do projeto de Hans é muito simples e tem tudo a ver com o Trânsito + Gentil: o espaço público sempre pertenceu ao ser humano. Mas, com o passar do tempo e o número sempre crescente da população, foram criadas muitas regras para organizar o tráfego que, de certa forma, impediram as pessoas de circular livremente pelas ruas. Sem esse poder, as ações se tornaram automáticas e as pessoas deixaram de se enxergar. A partir desse momento, todos passaram a obedecer leis de trânsito, e começaram a prestar atenção apenas nos sinais criados pelo homem, esquecendo de olhar a sua volta e prestar mais atenção no próximo. Hans Monderman sugere que o espaço seja compartilhado. A intenção é que as pessoas se comuniquem por olhares e assumam a responsabilidade de fazer da rua um espaço organizado e civilizado. Só o fato de parar para olhar e respeitar o outro, já faz com que você esteja mais atento ao trânsito e cause menos acidentes. Ao invés de separar cada forma de deslocamento, como por exemplo: bicicletas, carros e pedestres, ele diz que todas elas juntas podem funcionar bem melhor.

espaco-compartilhado-2

Para integrar todas essas formas de deslocamento, foi necessário estabelecer algumas regrinhas: o pedestre é sempre prioritário, depois vem a bicicleta e, em seguida, os carros. Aliás, o carro que vem da direita também tem preferência em relação aos outros. Além disso, a velocidade máxima é sempre 30 km/h, que é o máximo permitido para não se causar danos sérios a pedestres. Ou seja, você dirige olhando para as outras pessoas. Quando vê um pedestre que vai atravessar, para imediatamente e está sempre atento a sua velocidade. O responsável ali é você, e a sua segurança depende apenas de você mesmo. O projeto de Hans Monderman foi aplicado na cidade holandesa de Drachten e conseguiu reduzir para quase zero o número de acidentes nas áreas onde foi implantado. Inclusive, no Brasil, mais precisamente em Salvador, existem áreas onde o conceito de espaço compartilhado é adotado e, de acordo com a Superintendente de Engenharia de Tráfego (SET), Cristina Aragón, o número de mortes no trânsito, em 10 anos, caiu pela metade. Queremos saber o que vocês acham da proposta de Hans. Acham que funcionaria em cidades grandes como São Paulo, por exemplo, levando em consideração o número de pessoas que habitam a cidade? Vamos discutir maneiras diferentes para melhoria do trânsito e apoiar sempre a campanha do Trânsito + Gentil. Participem deixando um comentário pra gente! [post_title] => Caos Organizado? [post_excerpt] => Visualize uma rua onde transitam carros, pessoas e todos os elementos que compõe uma cidade grande. Você consegue ver o semáforo, a faixa de pedestres, as placas de sinalização e os desníveis na calçada? Pois bem, agora tire tudo isso. Tudo que for sinalização e elemento para a organização do trânsito deve estar fora da sua imaginação. Então, pense como ficaria a rua: carros batendo uns nos outros, pessoas sendo atropeladas, gritos, fumaça, confusão... O verdadeiro caos, não é mesmo? Porém, pode não ser bem assim. Hans Monderman, engenheiro de tráfego holandês, pensou em uma alternativa bastante diferente e inovadora para resolver os problemas de trânsito de seu país. [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => caos-organizado [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-02-24 12:13:03 [post_modified_gmt] => 2010-02-24 14:13:03 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=467 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 18 [filter] => raw ) ) [post_count] => 9 [current_post] => -1 [in_the_loop] => [post] => WP_Post Object ( [ID] => 3477 [post_author] => 3 [post_date] => 2015-04-15 15:04:34 [post_date_gmt] => 2015-04-15 18:04:34 [post_content] => Rio de janeiro + gentil também tem desconto!     Vamos dar uma mãozinha para transformar as ruas do Rio de Janeiro em lugares de boa convivência entre os motoristas. Como? Por meio da campanha Trânsito+gentil, o Porto Seguro Auto está oferecendo descontos de 5% na contratação ou renovação do seguro para motoristas que não possuam pontos na carteira de habilitação. Ou seja, para garantir o seu, você não deve ter cometido nenhuma infração de trânsito por um período de 12 meses. O desconto já está valendo para o Estado de São Paulo e, agora, começa a valer para o Estado do Rio de Janeiro também. Saiba como funciona o desconto e fale com seu Corretor: https://gentil.vc/descontoauto [post_title] => Rio de janeiro + gentil também tem desconto! [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => rio-de-janeiro-gentil-tambem-tem-desconto [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2015-04-15 15:04:34 [post_modified_gmt] => 2015-04-15 18:04:34 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://transitomaisgentil.com.br/?p=3477 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 0 [filter] => raw ) [comment_count] => 0 [current_comment] => -1 [found_posts] => 9 [max_num_pages] => 1 [max_num_comment_pages] => 0 [is_single] => [is_preview] => [is_page] => [is_archive] => 1 [is_date] => [is_year] => [is_month] => [is_day] => [is_time] => [is_author] => [is_category] => [is_tag] => 1 [is_tax] => [is_search] => [is_feed] => [is_comment_feed] => [is_trackback] => [is_home] => [is_404] => [is_embed] => [is_paged] => [is_admin] => [is_attachment] => [is_singular] => [is_robots] => [is_posts_page] => [is_post_type_archive] => [query_vars_hash:WP_Query:private] => 5115125504635b31b2df835ba5dc39a4 [query_vars_changed:WP_Query:private] => [thumbnails_cached] => [stopwords:WP_Query:private] => [compat_fields:WP_Query:private] => Array ( [0] => query_vars_hash [1] => query_vars_changed ) [compat_methods:WP_Query:private] => Array ( [0] => init_query_flags [1] => parse_tax_query ) )