Tag Archives: ônibus

Quem usa o carro para se deslocar para longas distâncias pode até ter vontade de ser menos dependente do automóvel, mas sabe que é muito difícil colocar essa vontade em prática.

Nem todas as cidades possuem um trânsito fluído e seguro, transporte coletivo que funcione de forma pontual e confortável. Além disso, não podemos ignorar os riscos de nos deslocar de motocicleta ou bike. Por isso, o Trânsito+gentil listou algumas possibilidades que, se você achar viável encaixar em seu dia a dia, podem amenizar o estresse e diminuir o tempo que você passa no trânsito:

Automóvel: (1) se você trabalha na rua e precisa do carro ou moto para se deslocar, tente agregar alguns colegas para oferecer carona. A atitude diminui o trânsito e os seus gastos com gasolina e estacionamento, já que todos podem contribuir. (2) Quando estiver em pleno congestionamento, que tal ouvir uma música legal, alongar o pulso e braços?

Moto: o motociclista precisa dirigir por ele e para os outros, já que muitos veículos possuem os “pontos cegos” que tornam a moto invisível quando olha rapidamente pelos espelhos retrovisores. Esteja sempre atento aos carros e pedestres ao redor.

Transporte público: para quem tem um trabalho mais flexível, uma opção é usar ônibus, metrô ou trem em horários diferenciados (um pouco antes ou depois do grande fluxo de pessoas). Levar uma boa revista ou livro de companhia pode contribuir para que o caminho seja mais gentil e prazeroso.

Bike: carregue, junto da gentileza, os equipamentos de segurança obrigatórios e preste muita atenção a motoristas e pedestres. Sinalize sempre as suas próximas ações. Se não tem uma bicicleta, você pode pegar uma emprestada/alugada nos pontos oferecidos por algumas prefeituras. É o caso da Prefeitura de São Paulo, que instalou postos próximos às estações de metrô.

Mix de meios de transporte: você sabia que algumas prefeituras e governos estaduais se uniram para que você diminua o tempo gasto no trânsito? Isso mesmo. Em São Paulo, por exemplo, é possível fazer parte do caminho de carro, estacionar em um local conveniado ao metrô/trem e pegar uma bike emprestada. Para quem vai utilizar o metrô, há um grande desconto no estacionamento.

A pé: você pode fazer todo o seu percurso a pé ou parte dele em outro transporte. Mas, é importante sempre respeitar a faixa de pedestres e os semáforos (de pedestre e veículos). Fique atento também aos ciclistas, já que alguns podem furar os semáforos das ruas.

E você, tem uma dica bacana para fazer caminhos mais rápidos, seguros e divertidos?

Carro, ônibus, trem, bicicleta, calçada, rua asfaltada, faixa de pedestre… Esses são apenas alguns dos meios de transportes, vias e sinalizações criados para facilitar a nossa vida e trazer mais segurança quando a gente precisa se deslocar nas cidades. Usando com cautela e gentileza, é tudo uma maravilha.

E o que acontece quando todos saem às ruas com seus carros e deixam de utilizar o transporte público ou alternativo (a bicicleta, por exemplo), ou ainda, deixam de respeitar a faixa de pedestre? Pois é. De nada adiantam todos esses recursos para tornar o nosso deslocamento mais cômodo e seguro, quando a falta de gentileza e o bom senso são responsáveis por boa parte do estresse e da violência no trânsito. 

Por isso, o Trânsito+gentil decidiu estender a Semana Nacional do Trânsito, que é comemorada entre os dias 18 e 25 de setembro, para o mês todo. A nossa intenção nesta data é alertar sobre o uso consciente do carro e encontrar alternativas junto com vocês para que as distâncias de casa, trabalho e colégio/faculdade sejam mais divertidas e seguras.

Ao logo das próximas semanas, muita coisa vai acontecer nas redes do Trânsito+gentil (e nas ruas também!). Fiquem atentos e participem =)

Canais do Trânsito+gentil:
YouTube: http://gentil.vc/tmgyt
Twitter: http://twitter.com/transitogentil
Facebook: http://www.facebook.com/transitomaisgentil
Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93837645

Sair com a família e amigos para se divertir é muito bom. Relaxa a tensão da semana e é a melhor coisa dos dias de folga. E para quem gosta de tomar um drink o fim de semana é ideal, já que é permitido perder a hora no dia seguinte. ;D

O que não pode é beber e dirigir. Não pode nunca! É contra as leis de trânsito e uma das maiores faltas de gentileza que você pode cometer contra você, as pessoas que te querem bem e os demais motoristas e pedestres.

Olha só como é simples ser gentil sem perder o conforto de sair pra se divertir de carro:
1.
Saia de taxi: você economiza no estacionamento e gasolina, além de não perder tempo buscando uma vaga. E ainda pode dividir o valor com os demais amigos.
2. Rodízio de motoristas: façam uma lista de amigos e realize um rodízio de motoristas, aqueles que saem de carro, não consomem álcool naquele dia. Mas poderão consumir quando forem passageiros.
3. Transporte coletivo: algumas cidades são muito bem servidas de transporte coletivo. Se você está em uma delas, aproveite esta opção econômica.

Viu como é simples curtir a vida sem deixar a gentileza no trânsito de lado? Bom fim de semana!

faixa-de-pedestre_olhe

Selecionamos algumas dicas bem simples para você que deseja praticar um Trânsito+gentil, mas ainda não sabe como. Quando você é gentil, os outros
notam e tomam como exemplo a sua atitude. Que tal começar fazendo a sua parte? Vamos lá!

1) Preferências

Do menor para o maior. No trânsito temos essa lógica natural onde o menor em tamanho tem a preferência.
Tamanho: Ônibus > Carro > Moto > Bicicleta > Pedestre.
Preferência: Pedestre > Bicicleta > Moto > Carro > Ônibus.

Portanto, dê preferência a quem é de direito, e que não seja só pela regra, mas sim porque você quer praticar essa gentileza!

2) Mudança de faixa

Você estava dirigindo, se distraiu e vai perder a entrada? Ou não quer entrar no final da fila para fazer a conversão? Não force a passagem lá na frente. Dê
a volta e entre no final da fila. Se você forçar a passagem vai, no mínimo, causar algum constrangimento para a pessoa que estava ali, aguardando na fila de forma correta.
Isso se essa pessoa não estiver predisposta a não lhe deixar passar. Aí a coisa fica feia!
Evite esse conflito e dê a volta para entrar na fila como todos os outros. Você perderá poucos minutos, mas não incomodará ninguém.

3) Disputa por lugar

Pegando o exemplo acima, se um espertinho quiser lhe fechar por conta de ter perdido a entrada ou mesmo porque não quis esperar na fila como você fez, não precisa tentar ensiná-lo à força não o deixando entrar, buzinando, gesticulando ou dando farol alto. Deixe o espertinho entrar e tudo bem. Você não perdeu nada com isso, pode acreditar.

4) A faixa de pedestre

No trânsito, esse é o espaço onde os pedestres atravessam a rua em segurança e não o local onde, se o motorista parar, tomará uma multa. Respeitemos o pedestre por ele merecer esse respeito, e não só porque vai doer no bolso.

5) Travessia de ruas

Se o pedestre tem a faixa, por que atravessar fora dela? Motivos que geralmente são dados: não tem cruzamento ou passarela por perto. Mas andar um pouquinho mais pela segurança e preservação da vida não é uma boa ideia? E além disso ajuda a não surpreender um motorista que vem pela via onde o pedestre vai atravessar fora da faixa. Dessa forma todos ficam mais seguros.

6) Ciclistas

Geralmente, os ciclistas trafegam pela direita. Portanto, olhe no retrovisor quando estiver na faixa da direita para ver se ninguém de bicicleta está passando.

Antes de o carona abrir a porta, certifique-se de que não tem um ciclista em movimento ao seu lado. Uma “porta distraída” se abrindo ou uma parada repentina
pode causar, no mínimo, um grande e desnecessário susto.

7) Motociclistas

Às vezes, os motociclistas passam por entre as faixas dos carros com bastante pressa. Você, no seu carro, van, ônibus ou caminhão, respeite e deixe espaço para que ele passe e também tome cuidado ao mudar de faixa. Respeite o motociclista e dê a preferência. Se estiver pensando em mudar de faixa, tenha certeza de que dará tempo. Na dúvida, deixe com que ele passe primeiro e só depois mude de pista. Não é mais fácil assim?

Essas foram as 7 dicas para um Trânsito+gentil. Mas elas não são as únicas. Você com certeza tem as suas, certo? Então, deixe um comentário com as suas dicas de como praticar um Trânsito+gentil!

Preparem-se, porque agora chegou a hora da verdade! Muita gente apoia e fala bem da campanha Trânsito + Gentil, mas queremos saber se tudo isso é mesmo real. Rá! Será que vocês passarão no teste?

Hehehe… Calma gente, é apenas um quiz divertidíssimo!
Continue reading

“Esta é uma cena comum nos EUA. Está nas leis de trânsito e faz parte da prova para tirar carteira de motorista. Quando um ônibus escolar faz uma parada para buscar ou deixar as crianças, todos os carros devem parar.
Continue reading

WP_Query Object
(
    [query] => Array
        (
            [tag] => onibus
        )

    [query_vars] => Array
        (
            [tag] => onibus
            [error] => 
            [m] => 
            [p] => 0
            [post_parent] => 
            [subpost] => 
            [subpost_id] => 
            [attachment] => 
            [attachment_id] => 0
            [name] => 
            [static] => 
            [pagename] => 
            [page_id] => 0
            [second] => 
            [minute] => 
            [hour] => 
            [day] => 0
            [monthnum] => 0
            [year] => 0
            [w] => 0
            [category_name] => 
            [cat] => 
            [tag_id] => 119
            [author] => 
            [author_name] => 
            [feed] => 
            [tb] => 
            [paged] => 0
            [meta_key] => 
            [meta_value] => 
            [preview] => 
            [s] => 
            [sentence] => 
            [title] => 
            [fields] => 
            [menu_order] => 
            [embed] => 
            [category__in] => Array
                (
                )

            [category__not_in] => Array
                (
                )

            [category__and] => Array
                (
                )

            [post__in] => Array
                (
                )

            [post__not_in] => Array
                (
                )

            [post_name__in] => Array
                (
                )

            [tag__in] => Array
                (
                )

            [tag__not_in] => Array
                (
                )

            [tag__and] => Array
                (
                )

            [tag_slug__in] => Array
                (
                    [0] => onibus
                )

            [tag_slug__and] => Array
                (
                )

            [post_parent__in] => Array
                (
                )

            [post_parent__not_in] => Array
                (
                )

            [author__in] => Array
                (
                )

            [author__not_in] => Array
                (
                )

            [ignore_sticky_posts] => 
            [suppress_filters] => 
            [cache_results] => 1
            [update_post_term_cache] => 1
            [lazy_load_term_meta] => 1
            [update_post_meta_cache] => 1
            [post_type] => 
            [posts_per_page] => 10
            [nopaging] => 
            [comments_per_page] => 50
            [no_found_rows] => 
            [order] => DESC
        )

    [tax_query] => WP_Tax_Query Object
        (
            [queries] => Array
                (
                    [0] => Array
                        (
                            [taxonomy] => post_tag
                            [terms] => Array
                                (
                                    [0] => onibus
                                )

                            [field] => slug
                            [operator] => IN
                            [include_children] => 1
                        )

                )

            [relation] => AND
            [table_aliases:protected] => Array
                (
                    [0] => t_g_term_relationships
                )

            [queried_terms] => Array
                (
                    [post_tag] => Array
                        (
                            [terms] => Array
                                (
                                    [0] => onibus
                                )

                            [field] => slug
                        )

                )

            [primary_table] => t_g_posts
            [primary_id_column] => ID
        )

    [meta_query] => WP_Meta_Query Object
        (
            [queries] => Array
                (
                )

            [relation] => 
            [meta_table] => 
            [meta_id_column] => 
            [primary_table] => 
            [primary_id_column] => 
            [table_aliases:protected] => Array
                (
                )

            [clauses:protected] => Array
                (
                )

            [has_or_relation:protected] => 
        )

    [date_query] => 
    [queried_object] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 119
            [name] => ônibus
            [slug] => onibus
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 119
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 6
            [filter] => raw
        )

    [queried_object_id] => 119
    [request] => SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS  t_g_posts.ID FROM t_g_posts  LEFT JOIN t_g_term_relationships ON (t_g_posts.ID = t_g_term_relationships.object_id) WHERE 1=1  AND ( 
  t_g_term_relationships.term_taxonomy_id IN (119)
) AND t_g_posts.post_type = 'post' AND (t_g_posts.post_status = 'publish') GROUP BY t_g_posts.ID ORDER BY t_g_posts.post_date DESC LIMIT 0, 10
    [posts] => Array
        (
            [0] => WP_Post Object
                (
                    [ID] => 2343
                    [post_author] => 2
                    [post_date] => 2011-09-14 12:26:53
                    [post_date_gmt] => 2011-09-14 14:26:53
                    [post_content] => Quem usa o carro para se deslocar para longas distâncias pode até ter vontade de ser menos dependente do automóvel, mas sabe que é muito difícil colocar essa vontade em prática.

Nem todas as cidades possuem um trânsito fluído e seguro, transporte coletivo que funcione de forma pontual e confortável. Além disso, não podemos ignorar os riscos de nos deslocar de motocicleta ou bike. Por isso, o Trânsito+gentil listou algumas possibilidades que, se você achar viável encaixar em seu dia a dia, podem amenizar o estresse e diminuir o tempo que você passa no trânsito:

Automóvel: (1) se você trabalha na rua e precisa do carro ou moto para se deslocar, tente agregar alguns colegas para oferecer carona. A atitude diminui o trânsito e os seus gastos com gasolina e estacionamento, já que todos podem contribuir. (2) Quando estiver em pleno congestionamento, que tal ouvir uma música legal, alongar o pulso e braços?

Moto: o motociclista precisa dirigir por ele e para os outros, já que muitos veículos possuem os “pontos cegos” que tornam a moto invisível quando olha rapidamente pelos espelhos retrovisores. Esteja sempre atento aos carros e pedestres ao redor.

Transporte público: para quem tem um trabalho mais flexível, uma opção é usar ônibus, metrô ou trem em horários diferenciados (um pouco antes ou depois do grande fluxo de pessoas). Levar uma boa revista ou livro de companhia pode contribuir para que o caminho seja mais gentil e prazeroso.

Bike: carregue, junto da gentileza, os equipamentos de segurança obrigatórios e preste muita atenção a motoristas e pedestres. Sinalize sempre as suas próximas ações. Se não tem uma bicicleta, você pode pegar uma emprestada/alugada nos pontos oferecidos por algumas prefeituras. É o caso da Prefeitura de São Paulo, que instalou postos próximos às estações de metrô.

Mix de meios de transporte: você sabia que algumas prefeituras e governos estaduais se uniram para que você diminua o tempo gasto no trânsito? Isso mesmo. Em São Paulo, por exemplo, é possível fazer parte do caminho de carro, estacionar em um local conveniado ao metrô/trem e pegar uma bike emprestada. Para quem vai utilizar o metrô, há um grande desconto no estacionamento.

A pé: você pode fazer todo o seu percurso a pé ou parte dele em outro transporte. Mas, é importante sempre respeitar a faixa de pedestres e os semáforos (de pedestre e veículos). Fique atento também aos ciclistas, já que alguns podem furar os semáforos das ruas.

E você, tem uma dica bacana para fazer caminhos mais rápidos, seguros e divertidos?
                    [post_title] => Meu amigo inseparável, o carro
                    [post_excerpt] => 
                    [post_status] => publish
                    [comment_status] => open
                    [ping_status] => open
                    [post_password] => 
                    [post_name] => meu-amigo-inseparavel-o-carro
                    [to_ping] => 
                    [pinged] => 
                    [post_modified] => 2011-09-14 12:26:53
                    [post_modified_gmt] => 2011-09-14 14:26:53
                    [post_content_filtered] => 
                    [post_parent] => 0
                    [guid] => http://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2343
                    [menu_order] => 0
                    [post_type] => post
                    [post_mime_type] => 
                    [comment_count] => 3
                    [filter] => raw
                )

            [1] => WP_Post Object
                (
                    [ID] => 2297
                    [post_author] => 2
                    [post_date] => 2011-09-01 09:21:26
                    [post_date_gmt] => 2011-09-01 11:21:26
                    [post_content] => Carro, ônibus, trem, bicicleta, calçada, rua asfaltada, faixa de pedestre... Esses são apenas alguns dos meios de transportes, vias e sinalizações criados para facilitar a nossa vida e trazer mais segurança quando a gente precisa se deslocar nas cidades. Usando com cautela e gentileza, é tudo uma maravilha.

E o que acontece quando todos saem às ruas com seus carros e deixam de utilizar o transporte público ou alternativo (a bicicleta, por exemplo), ou ainda, deixam de respeitar a faixa de pedestre? Pois é. De nada adiantam todos esses recursos para tornar o nosso deslocamento mais cômodo e seguro, quando a falta de gentileza e o bom senso são responsáveis por boa parte do estresse e da violência no trânsito. 

Por isso, o Trânsito+gentil decidiu estender a Semana Nacional do Trânsito, que é comemorada entre os dias 18 e 25 de setembro, para o mês todo. A nossa intenção nesta data é alertar sobre o uso consciente do carro e encontrar alternativas junto com vocês para que as distâncias de casa, trabalho e colégio/faculdade sejam mais divertidas e seguras.

Ao logo das próximas semanas, muita coisa vai acontecer nas redes do Trânsito+gentil (e nas ruas também!). Fiquem atentos e participem =)

Canais do Trânsito+gentil:
YouTube: http://gentil.vc/tmgyt
Twitter: http://twitter.com/transitogentil
Facebook: http://www.facebook.com/transitomaisgentil�
Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93837645
                    [post_title] => Setembro é mês do trânsito
                    [post_excerpt] => 
                    [post_status] => publish
                    [comment_status] => open
                    [ping_status] => open
                    [post_password] => 
                    [post_name] => setembro-e-mes-do-transito
                    [to_ping] => 
                    [pinged] => 
                    [post_modified] => 2011-09-01 09:21:26
                    [post_modified_gmt] => 2011-09-01 11:21:26
                    [post_content_filtered] => 
                    [post_parent] => 0
                    [guid] => http://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2297
                    [menu_order] => 0
                    [post_type] => post
                    [post_mime_type] => 
                    [comment_count] => 2
                    [filter] => raw
                )

            [2] => WP_Post Object
                (
                    [ID] => 2215
                    [post_author] => 2
                    [post_date] => 2011-08-12 10:42:09
                    [post_date_gmt] => 2011-08-12 12:42:09
                    [post_content] => Sair com a família e amigos para se divertir é muito bom. Relaxa a tensão da semana e é a melhor coisa dos dias de folga. E para quem gosta de tomar um drink o fim de semana é ideal, já que é permitido perder a hora no dia seguinte. ;D

O que não pode é beber e dirigir. Não pode nunca! É contra as leis de trânsito e uma das maiores faltas de gentileza que você pode cometer contra você, as pessoas que te querem bem e os demais motoristas e pedestres.

Olha só como é simples ser gentil sem perder o conforto de sair pra se divertir de carro:
1. Saia de taxi: você economiza no estacionamento e gasolina, além de não perder tempo buscando uma vaga. E ainda pode dividir o valor com os demais amigos.
2. Rodízio de motoristas: façam uma lista de amigos e realize um rodízio de motoristas, aqueles que saem de carro, não consomem álcool naquele dia. Mas poderão consumir quando forem passageiros.
3. Transporte coletivo: algumas cidades são muito bem servidas de transporte coletivo. Se você está em uma delas, aproveite esta opção econômica.

Viu como é simples curtir a vida sem deixar a gentileza no trânsito de lado? Bom fim de semana!
                    [post_title] => Fim de semana na contramão? Não!
                    [post_excerpt] => 
                    [post_status] => publish
                    [comment_status] => open
                    [ping_status] => open
                    [post_password] => 
                    [post_name] => fim-de-semana-na-contramao-nao
                    [to_ping] => 
                    [pinged] => 
                    [post_modified] => 2011-08-12 10:42:09
                    [post_modified_gmt] => 2011-08-12 12:42:09
                    [post_content_filtered] => 
                    [post_parent] => 0
                    [guid] => http://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2215
                    [menu_order] => 0
                    [post_type] => post
                    [post_mime_type] => 
                    [comment_count] => 0
                    [filter] => raw
                )

            [3] => WP_Post Object
                (
                    [ID] => 1718
                    [post_author] => 2
                    [post_date] => 2011-05-18 11:59:53
                    [post_date_gmt] => 2011-05-18 13:59:53
                    [post_content] => faixa-de-pedestre_olhe

Selecionamos algumas dicas bem simples para você que deseja praticar um Trânsito+gentil, mas ainda não sabe como. Quando você é gentil, os outros
notam e tomam como exemplo a sua atitude. Que tal começar fazendo a sua parte? Vamos lá!

1) Preferências Do menor para o maior. No trânsito temos essa lógica natural onde o menor em tamanho tem a preferência. Tamanho: Ônibus > Carro > Moto > Bicicleta > Pedestre. Preferência: Pedestre > Bicicleta > Moto > Carro > Ônibus. Portanto, dê preferência a quem é de direito, e que não seja só pela regra, mas sim porque você quer praticar essa gentileza!
2) Mudança de faixa Você estava dirigindo, se distraiu e vai perder a entrada? Ou não quer entrar no final da fila para fazer a conversão? Não force a passagem lá na frente. Dê a volta e entre no final da fila. Se você forçar a passagem vai, no mínimo, causar algum constrangimento para a pessoa que estava ali, aguardando na fila de forma correta. Isso se essa pessoa não estiver predisposta a não lhe deixar passar. Aí a coisa fica feia! Evite esse conflito e dê a volta para entrar na fila como todos os outros. Você perderá poucos minutos, mas não incomodará ninguém.
3) Disputa por lugar Pegando o exemplo acima, se um espertinho quiser lhe fechar por conta de ter perdido a entrada ou mesmo porque não quis esperar na fila como você fez, não precisa tentar ensiná-lo à força não o deixando entrar, buzinando, gesticulando ou dando farol alto. Deixe o espertinho entrar e tudo bem. Você não perdeu nada com isso, pode acreditar.
4) A faixa de pedestre No trânsito, esse é o espaço onde os pedestres atravessam a rua em segurança e não o local onde, se o motorista parar, tomará uma multa. Respeitemos o pedestre por ele merecer esse respeito, e não só porque vai doer no bolso.
5) Travessia de ruas Se o pedestre tem a faixa, por que atravessar fora dela? Motivos que geralmente são dados: não tem cruzamento ou passarela por perto. Mas andar um pouquinho mais pela segurança e preservação da vida não é uma boa ideia? E além disso ajuda a não surpreender um motorista que vem pela via onde o pedestre vai atravessar fora da faixa. Dessa forma todos ficam mais seguros.
6) Ciclistas Geralmente, os ciclistas trafegam pela direita. Portanto, olhe no retrovisor quando estiver na faixa da direita para ver se ninguém de bicicleta está passando. Antes de o carona abrir a porta, certifique-se de que não tem um ciclista em movimento ao seu lado. Uma “porta distraída” se abrindo ou uma parada repentina pode causar, no mínimo, um grande e desnecessário susto.
7) Motociclistas Às vezes, os motociclistas passam por entre as faixas dos carros com bastante pressa. Você, no seu carro, van, ônibus ou caminhão, respeite e deixe espaço para que ele passe e também tome cuidado ao mudar de faixa. Respeite o motociclista e dê a preferência. Se estiver pensando em mudar de faixa, tenha certeza de que dará tempo. Na dúvida, deixe com que ele passe primeiro e só depois mude de pista. Não é mais fácil assim?
Essas foram as 7 dicas para um Trânsito+gentil. Mas elas não são as únicas. Você com certeza tem as suas, certo? Então, deixe um comentário com as suas dicas de como praticar um Trânsito+gentil! [post_title] => 7 dicas para praticar um Trânsito+gentil [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => 7-dicas-para-praticar-um-transitogentil [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2011-05-18 11:59:53 [post_modified_gmt] => 2011-05-18 13:59:53 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => http://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=1718 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 10 [filter] => raw ) [4] => WP_Post Object ( [ID] => 602 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-03-11 19:37:08 [post_date_gmt] => 2010-03-11 21:37:08 [post_content] => Preparem-se, porque agora chegou a hora da verdade! Muita gente apoia e fala bem da campanha Trânsito + Gentil, mas queremos saber se tudo isso é mesmo real. Rá! Será que vocês passarão no teste? Hehehe... Calma gente, é apenas um quiz divertidíssimo! Fizemos algumas perguntas sobre situações corriqueiras no trânsito, para saber se a atitude de vocês em relação a elas é realmente gentil. As perguntas podem parecer óbvias e outras, inclusive, citam boatos do trânsito que ninguém sabe, ao certo, se são reais ou não. Então, esse quiz, além de testar seu grau de gentileza, ainda pode tirar suas dúvidas relacionadas ao trânsito. Legal, né? Então clique aqui e veja o quiz! Depois de fazer o quiz, você pode twittar seu resultado e falar para seus amigos responderem também. Que tal uma mini competição para ver quem é o mais gentil? Além disso, você pode divulgar no Facebook ou enviar ao seu amigo por e-mail. Voltem aqui depois do quiz para contar qual foi o seu resultado!

E já que estamos testando seu nível de gentileza, aproveitamos para contar uma novidade da Porto Seguro: ela dará 5% de desconto para quem tem 0 pontos na habilitação, não é o máximo? Se você for da Grande São Paulo, pode saber mais clicando aqui. [post_title] => Teste sua gentileza no trânsito! [post_excerpt] => Preparem-se, porque agora chegou a hora da verdade! Muita gente apoia e fala bem da campanha Trânsito + Gentil, mas queremos saber se tudo isso é mesmo real. Rá! Será que vocês passarão no teste? Hehehe... Calma gente, é apenas um quiz divertidíssimo! [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => teste-sua-gentileza-no-transito [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-03-11 19:37:08 [post_modified_gmt] => 2010-03-11 21:37:08 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => http://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=602 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 11 [filter] => raw ) [5] => WP_Post Object ( [ID] => 254 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-02-01 22:22:12 [post_date_gmt] => 2010-02-02 00:22:12 [post_content] => "Esta é uma cena comum nos EUA. Está nas leis de trânsito e faz parte da prova para tirar carteira de motorista. Quando um ônibus escolar faz uma parada para buscar ou deixar as crianças, todos os carros devem parar. Quando digo todos, isto significa que as duas mãos são obrigadas a parar (caso a rua tenha até duas faixas de trânsito). Sei que é dificil representar isso numa foto, mas no momento abaixo o ônibus escolar está com as luzes estroboscópicas acionadas e uma placa “Stop” na lateral do ônibus alertando os motoristas que vêm no outro sentido. Todos os carros estão parados, aguardando as crianças descerem em segurança, inclusive eu.

Ônibus escolar parando trânsito nos EUA

Não importa o quão atrasado você esteja, quanto dinheiro você tenha ou qualquer outro motivo, aqui, pelo menos no trânsito, as crianças são prioridade." Este post foi originalmente publicado no blog Ideias de Fora e enviado pelo Eduardo Castilho, um dos apoiadores do Trânsito+Gentil no twitter. Se você quiser nos enviar um post ou uma matéria legal, é só entrar em contato conosco através do @transitogentil. Quem sabe a gente também não publica aqui? [post_title] => Quando a prioridade são as crianças [post_excerpt] => "Esta é uma cena comum nos EUA. Está nas leis de trânsito e faz parte da prova para tirar carteira de motorista. Quando um ônibus escolar faz uma parada para buscar ou deixar as crianças, todos os carros devem parar..." [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => quando-a-prioridade-sao-as-criancas [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-02-01 22:22:12 [post_modified_gmt] => 2010-02-02 00:22:12 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => http://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=254 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 1 [filter] => raw ) ) [post_count] => 6 [current_post] => -1 [in_the_loop] => [post] => WP_Post Object ( [ID] => 2343 [post_author] => 2 [post_date] => 2011-09-14 12:26:53 [post_date_gmt] => 2011-09-14 14:26:53 [post_content] => Quem usa o carro para se deslocar para longas distâncias pode até ter vontade de ser menos dependente do automóvel, mas sabe que é muito difícil colocar essa vontade em prática. Nem todas as cidades possuem um trânsito fluído e seguro, transporte coletivo que funcione de forma pontual e confortável. Além disso, não podemos ignorar os riscos de nos deslocar de motocicleta ou bike. Por isso, o Trânsito+gentil listou algumas possibilidades que, se você achar viável encaixar em seu dia a dia, podem amenizar o estresse e diminuir o tempo que você passa no trânsito: Automóvel: (1) se você trabalha na rua e precisa do carro ou moto para se deslocar, tente agregar alguns colegas para oferecer carona. A atitude diminui o trânsito e os seus gastos com gasolina e estacionamento, já que todos podem contribuir. (2) Quando estiver em pleno congestionamento, que tal ouvir uma música legal, alongar o pulso e braços? Moto: o motociclista precisa dirigir por ele e para os outros, já que muitos veículos possuem os “pontos cegos” que tornam a moto invisível quando olha rapidamente pelos espelhos retrovisores. Esteja sempre atento aos carros e pedestres ao redor. Transporte público: para quem tem um trabalho mais flexível, uma opção é usar ônibus, metrô ou trem em horários diferenciados (um pouco antes ou depois do grande fluxo de pessoas). Levar uma boa revista ou livro de companhia pode contribuir para que o caminho seja mais gentil e prazeroso. Bike: carregue, junto da gentileza, os equipamentos de segurança obrigatórios e preste muita atenção a motoristas e pedestres. Sinalize sempre as suas próximas ações. Se não tem uma bicicleta, você pode pegar uma emprestada/alugada nos pontos oferecidos por algumas prefeituras. É o caso da Prefeitura de São Paulo, que instalou postos próximos às estações de metrô. Mix de meios de transporte: você sabia que algumas prefeituras e governos estaduais se uniram para que você diminua o tempo gasto no trânsito? Isso mesmo. Em São Paulo, por exemplo, é possível fazer parte do caminho de carro, estacionar em um local conveniado ao metrô/trem e pegar uma bike emprestada. Para quem vai utilizar o metrô, há um grande desconto no estacionamento. A pé: você pode fazer todo o seu percurso a pé ou parte dele em outro transporte. Mas, é importante sempre respeitar a faixa de pedestres e os semáforos (de pedestre e veículos). Fique atento também aos ciclistas, já que alguns podem furar os semáforos das ruas. E você, tem uma dica bacana para fazer caminhos mais rápidos, seguros e divertidos? [post_title] => Meu amigo inseparável, o carro [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => meu-amigo-inseparavel-o-carro [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2011-09-14 12:26:53 [post_modified_gmt] => 2011-09-14 14:26:53 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => http://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2343 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 3 [filter] => raw ) [comment_count] => 0 [current_comment] => -1 [found_posts] => 6 [max_num_pages] => 1 [max_num_comment_pages] => 0 [is_single] => [is_preview] => [is_page] => [is_archive] => 1 [is_date] => [is_year] => [is_month] => [is_day] => [is_time] => [is_author] => [is_category] => [is_tag] => 1 [is_tax] => [is_search] => [is_feed] => [is_comment_feed] => [is_trackback] => [is_home] => [is_404] => [is_embed] => [is_paged] => [is_admin] => [is_attachment] => [is_singular] => [is_robots] => [is_posts_page] => [is_post_type_archive] => [query_vars_hash:WP_Query:private] => 240e8e6cfe4d66431d95004a3d828804 [query_vars_changed:WP_Query:private] => [thumbnails_cached] => [stopwords:WP_Query:private] => [compat_fields:WP_Query:private] => Array ( [0] => query_vars_hash [1] => query_vars_changed ) [compat_methods:WP_Query:private] => Array ( [0] => init_query_flags [1] => parse_tax_query ) )