Tag Archives: respeito

Passamos grande parte do nosso tempo no trânsito, seja dentro de um carro, ônibus, metrô, trem e até mesmo a pé ou em cima de uma bicicleta. Se pararmos para pensar um pouco, logo vemos que o trânsito é feito de pessoas, sejam motoristas, ciclistas ou pedestres. Assim, nada mais é do que o reflexo de todos nós.

De repente, aquela frase “devemos ser a mudança que queremos ver” parece fazer todo o sentido, certo? Por isso, para que o trânsito de amanhã seja melhor, precisamos ser pessoas melhores também. Quanto mais gentileza, mais tolerância, mais paciência, mais respeito, melhor.

Nunca é tarde para começar uma mudança, ainda mais quando influencia na vida de outras pessoas. Você já recebeu alguma gentileza que deixou o seu dia mais leve? Conte pra gente! É só marcar no nosso mapa da gentileza: https://gentil.vc/mapadagentileza

Faça a sua parte e ajude a construir não só um Trânsito+gentil, mas uma rotina e uma vida melhor para todos nós. =)

Você sabia que em países mega populosos (como a Índia) os carros têm que dividir as ruas com ciclistas, pedestres, cachorros, cavalos e até elefantes? Pois saiba que é verdade! E isso acontece devido à falta de calçadas, guias e escassa sinalização de trânsito.

Quem acompanha os nossos canais nas redes sociais pôde assistir, há algumas semanas, este vídeo onde se pode ver claramente a situação caoticamente organizada do trânsito em um dia normal na cidade de Vadodara: https://gentil.vc/6r

Por outro lado, contrastando completamente com a situação dos países asiáticos, na Suíça, o trânsito é tão bem organizado que os condutores chegam a parar diante de faixas de pedestre vazias – tudo pelo respeito à sinalização. Enquanto isso, São Paulo tem o 6º trânsito mais desgastante do mundo (de acordo com estudos internacionais divulgados na Conferência Internacional de Trânsito da Europa), seguido de perto por Nova Déli.

Muitas vezes, uma discussão mais acalorada entre condutores termina em violência. “Em cidades grandes, muitos motoristas já saem de casa prontos para atacar ou se defender.” – trecho do livro “Por Que Dirigimos Assim?”, do jornalista americano Tom Vanderbilt.

Fiscalizações e multas, muitas vezes, não são suficientes para reeducar quem já tem os seus vícios de direção. Não há leis que ensinem às pessoas os valores da gentileza, do respeito e da cordialidade.  É com a família que aprendemos a ser educados – e nosso comportamento como motoristas reflete o que aprendemos ao longo da vida.

E você, faz a sua parte? Como repassa os valores de gentileza na vida e no trânsito para os seus filhos? Comente e compartilhe suas experiências com a gente! 😀

A irritação, segundo o dicionário, é a ação que excita os nervos, os órgãos.

Alguns estudos dizem que quem fica irritado não é você e sim seus sentidos. Os sentidos existem como veículos de captação de informações. E você está recebendo dezenas de informações de todas as partes a cada instante.

Nossos sentidos são influenciados por crenças, regras, julgamentos e interpretações, sem contar as experiênicas que vamos adquirindo durante o dia, que funcionam como uma constante reprogramação do que é certo e errado.

E isso é um mecanismo de defesa do ego, que é alterado de acordo com as circunstâncias e o ambiente em que  você está inserido. A irritação é um desconforto que altera nosso humor e nos muda até mesmo fisicamente.

Mas, precisamos admitir que alguém só consegue nos irritar se estivermos “irritáveis”. É isso mesmo: ficar irritado depende da gente e não dos outros. Por isso, vale a pena entender o que te irrita e como você reage a isso. Será que o local em que vive está te incomodando? O trânsito está pesado?

Procure ver o que causa sua irritação e coloque sua paciência em prática, procurando sempre o seu ponto de equilíbrio. Esse será um bom começo, assim as situações e a reação de outras pessoas não te tiraram do sério. Lembre-se de que a decisão de ficar irritado é sua, assim como ser gentil também é uma decisão que cada um tem que tomar.

Conte pra gente o que te tira do sério, compartilhe! Vamos dizer não à irritação.

Fonte: Instituto União | Livro: O poder da gentileza. Rosana Braga.

Abrir a porta do carro para que ela entre. Posicionar a cadeira antes de outra pessoa sentar. No dia seguinte ao jantar, enviar flores. Os homens são, até mesmo por uma questão cultural (e quem sabe, histórica), gentis por natureza.

E, da mesma forma que a gentileza impacta positivamente a mãe, namorada ou amiga, pode surpreender qualquer pessoa. Uma gentileza, que deveria ser hábito, tornou-se algo inesperado. E surpreendente.

Olha só:

Por isso, a boa dica do Trânsito+gentil é exercer a gentileza durante todo o dia e não deixar que ela falhe nunca… Permitir uma ultrapassagem, esperar que o pedestre chegue à calçada para seguir adiante, auxiliar um idoso na travessia da rua são gentilezas (assim como agradar quem se ama).

<3

Educação, gentileza e leis de trânsito são os componentes chave para fazer das vias um local seguro para trafegar, considerando a desproporção entre pessoas e veículos.

Alguns acidentes acontecem porque alguém precisou fazer alguma manobra, esquecendo todo o resto que envolvia o momento: os outros carros, a faixa de pedestre, o pedestre, a conversão não permitida, a troca de faixa etc. Egoísmo?

Estar com pressa ou distraído não justifica algumas ações que oferecem risco para as outras pessoas. Nas ruas e estradas, é preciso tratar todos com a mesma gentileza que gostaríamos de ser tratados. É importante se colocar no lugar das pessoas: “Eu gostaria que ele me desse passagem?”, “Poxa, o carro está ocupando toda a calçada, por onde passo?”, “Nossa, quase bati no carro porque ele não usava a seta”…

Quer lembrar sempre de ser gentil por aí? Que tal colar um novo adesivo do Trânsito+gentil no quebra-sol do seu carro, na capa do caderno?

agendamaisgentil

Você acha que as leis de trânsito seriam necessárias se houvesse bom senso (e gentileza) por parte de motoristas e pedestres?
Dê sua opinião =)

Domingo passado (21/3/2010), o Fantástico exibiu uma matéria sobre o desrespeito à faixa de pedestres em 4 capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza.

Sempre reforçando que o pedestre tem a preferência, fizeram o teste em 2 tipos de faixas diferentes: as que têm semáforo e as que não têm. Gravaram durante 2 horas em cada cidade e estabeleceram um ranking de qual cidade cometia mais infrações durante este intervalo de tempo.
Continue reading

Chegando com tudo nessa sexta-feira geladinha , selecionamos alguns seguidores gentis para colocar aqui em nosso blog! São sempre muitas tuitadas bacanas, continue interagindo com a gente, quem sabe um dia você não aparece aqui também? 😀

Agora, vamos às gentilezas!
Continue reading

A gente passa horas, dias, meses falando sobre gentileza no trânsito: dar seta, dar passagem para os apressadinhos, não andar de farol alto por aí. Mas…Será que não estamos esquecendo de nada? E quem esta fora do carro, também não conta?

Continue reading

“Esta é uma cena comum nos EUA. Está nas leis de trânsito e faz parte da prova para tirar carteira de motorista. Quando um ônibus escolar faz uma parada para buscar ou deixar as crianças, todos os carros devem parar.
Continue reading

WP_Query Object
(
    [query] => Array
        (
            [tag] => respeito
        )

    [query_vars] => Array
        (
            [tag] => respeito
            [error] => 
            [m] => 
            [p] => 0
            [post_parent] => 
            [subpost] => 
            [subpost_id] => 
            [attachment] => 
            [attachment_id] => 0
            [name] => 
            [static] => 
            [pagename] => 
            [page_id] => 0
            [second] => 
            [minute] => 
            [hour] => 
            [day] => 0
            [monthnum] => 0
            [year] => 0
            [w] => 0
            [category_name] => 
            [cat] => 
            [tag_id] => 121
            [author] => 
            [author_name] => 
            [feed] => 
            [tb] => 
            [paged] => 0
            [meta_key] => 
            [meta_value] => 
            [preview] => 
            [s] => 
            [sentence] => 
            [title] => 
            [fields] => 
            [menu_order] => 
            [embed] => 
            [category__in] => Array
                (
                )

            [category__not_in] => Array
                (
                )

            [category__and] => Array
                (
                )

            [post__in] => Array
                (
                )

            [post__not_in] => Array
                (
                )

            [post_name__in] => Array
                (
                )

            [tag__in] => Array
                (
                )

            [tag__not_in] => Array
                (
                )

            [tag__and] => Array
                (
                )

            [tag_slug__in] => Array
                (
                    [0] => respeito
                )

            [tag_slug__and] => Array
                (
                )

            [post_parent__in] => Array
                (
                )

            [post_parent__not_in] => Array
                (
                )

            [author__in] => Array
                (
                )

            [author__not_in] => Array
                (
                )

            [ignore_sticky_posts] => 
            [suppress_filters] => 
            [cache_results] => 1
            [update_post_term_cache] => 1
            [lazy_load_term_meta] => 1
            [update_post_meta_cache] => 1
            [post_type] => 
            [posts_per_page] => 10
            [nopaging] => 
            [comments_per_page] => 50
            [no_found_rows] => 
            [order] => DESC
        )

    [tax_query] => WP_Tax_Query Object
        (
            [queries] => Array
                (
                    [0] => Array
                        (
                            [taxonomy] => post_tag
                            [terms] => Array
                                (
                                    [0] => respeito
                                )

                            [field] => slug
                            [operator] => IN
                            [include_children] => 1
                        )

                )

            [relation] => AND
            [table_aliases:protected] => Array
                (
                    [0] => t_g_term_relationships
                )

            [queried_terms] => Array
                (
                    [post_tag] => Array
                        (
                            [terms] => Array
                                (
                                    [0] => respeito
                                )

                            [field] => slug
                        )

                )

            [primary_table] => t_g_posts
            [primary_id_column] => ID
        )

    [meta_query] => WP_Meta_Query Object
        (
            [queries] => Array
                (
                )

            [relation] => 
            [meta_table] => 
            [meta_id_column] => 
            [primary_table] => 
            [primary_id_column] => 
            [table_aliases:protected] => Array
                (
                )

            [clauses:protected] => Array
                (
                )

            [has_or_relation:protected] => 
        )

    [date_query] => 
    [queried_object] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 121
            [name] => respeito
            [slug] => respeito
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 121
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 9
            [filter] => raw
        )

    [queried_object_id] => 121
    [request] => SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS  t_g_posts.ID FROM t_g_posts  LEFT JOIN t_g_term_relationships ON (t_g_posts.ID = t_g_term_relationships.object_id) WHERE 1=1  AND ( 
  t_g_term_relationships.term_taxonomy_id IN (121)
) AND t_g_posts.post_type = 'post' AND (t_g_posts.post_status = 'publish') GROUP BY t_g_posts.ID ORDER BY t_g_posts.post_date DESC LIMIT 0, 10
    [posts] => Array
        (
            [0] => WP_Post Object
                (
                    [ID] => 3715
                    [post_author] => 1
                    [post_date] => 2016-03-03 15:21:38
                    [post_date_gmt] => 2016-03-03 15:21:38
                    [post_content] => 

Passamos grande parte do nosso tempo no trânsito, seja dentro de um carro, ônibus, metrô, trem e até mesmo a pé ou em cima de uma bicicleta. Se pararmos para pensar um pouco, logo vemos que o trânsito é feito de pessoas, sejam motoristas, ciclistas ou pedestres. Assim, nada mais é do que o reflexo de todos nós.

De repente, aquela frase "devemos ser a mudança que queremos ver" parece fazer todo o sentido, certo? Por isso, para que o trânsito de amanhã seja melhor, precisamos ser pessoas melhores também. Quanto mais gentileza, mais tolerância, mais paciência, mais respeito, melhor.

Nunca é tarde para começar uma mudança, ainda mais quando influencia na vida de outras pessoas. Você já recebeu alguma gentileza que deixou o seu dia mais leve? Conte pra gente! É só marcar no nosso mapa da gentileza: https://gentil.vc/mapadagentileza

Faça a sua parte e ajude a construir não só um Trânsito+gentil, mas uma rotina e uma vida melhor para todos nós. =)

[post_title] => O trânsito é o reflexo dos motoristas [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => o-transito-e-o-reflexo-dos-motoristas [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2016-03-03 15:21:38 [post_modified_gmt] => 2016-03-03 15:21:38 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/?p=3715 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 0 [filter] => raw ) [1] => WP_Post Object ( [ID] => 2706 [post_author] => 2 [post_date] => 2011-12-16 15:59:53 [post_date_gmt] => 2011-12-16 17:59:53 [post_content] =>

Você sabia que em países mega populosos (como a Índia) os carros têm que dividir as ruas com ciclistas, pedestres, cachorros, cavalos e até elefantes? Pois saiba que é verdade! E isso acontece devido à falta de calçadas, guias e escassa sinalização de trânsito. Quem acompanha os nossos canais nas redes sociais pôde assistir, há algumas semanas, este vídeo onde se pode ver claramente a situação caoticamente organizada do trânsito em um dia normal na cidade de Vadodara: https://gentil.vc/6r Por outro lado, contrastando completamente com a situação dos países asiáticos, na Suíça, o trânsito é tão bem organizado que os condutores chegam a parar diante de faixas de pedestre vazias – tudo pelo respeito à sinalização. Enquanto isso, São Paulo tem o 6º trânsito mais desgastante do mundo (de acordo com estudos internacionais divulgados na Conferência Internacional de Trânsito da Europa), seguido de perto por Nova Déli. Muitas vezes, uma discussão mais acalorada entre condutores termina em violência. “Em cidades grandes, muitos motoristas já saem de casa prontos para atacar ou se defender.” – trecho do livro “Por Que Dirigimos Assim?”, do jornalista americano Tom Vanderbilt. Fiscalizações e multas, muitas vezes, não são suficientes para reeducar quem já tem os seus vícios de direção. Não há leis que ensinem às pessoas os valores da gentileza, do respeito e da cordialidade.  É com a família que aprendemos a ser educados - e nosso comportamento como motoristas reflete o que aprendemos ao longo da vida. E você, faz a sua parte? Como repassa os valores de gentileza na vida e no trânsito para os seus filhos? Comente e compartilhe suas experiências com a gente! :D [post_title] => Os valores da gentileza e da cordialidade no trânsito [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => os-valores-da-gentileza-e-da-cordialidade-no-transito [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2011-12-16 15:59:53 [post_modified_gmt] => 2011-12-16 17:59:53 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2706 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 3 [filter] => raw ) [2] => WP_Post Object ( [ID] => 2565 [post_author] => 2 [post_date] => 2011-10-27 11:40:21 [post_date_gmt] => 2011-10-27 13:40:21 [post_content] => A irritação, segundo o dicionário, é a ação que excita os nervos, os órgãos. Alguns estudos dizem que quem fica irritado não é você e sim seus sentidos. Os sentidos existem como veículos de captação de informações. E você está recebendo dezenas de informações de todas as partes a cada instante. Nossos sentidos são influenciados por crenças, regras, julgamentos e interpretações, sem contar as experiênicas que vamos adquirindo durante o dia, que funcionam como uma constante reprogramação do que é certo e errado. E isso é um mecanismo de defesa do ego, que é alterado de acordo com as circunstâncias e o ambiente em que  você está inserido. A irritação é um desconforto que altera nosso humor e nos muda até mesmo fisicamente. Mas, precisamos admitir que alguém só consegue nos irritar se estivermos “irritáveis”. É isso mesmo: ficar irritado depende da gente e não dos outros. Por isso, vale a pena entender o que te irrita e como você reage a isso. Será que o local em que vive está te incomodando? O trânsito está pesado? Procure ver o que causa sua irritação e coloque sua paciência em prática, procurando sempre o seu ponto de equilíbrio. Esse será um bom começo, assim as situações e a reação de outras pessoas não te tiraram do sério. Lembre-se de que a decisão de ficar irritado é sua, assim como ser gentil também é uma decisão que cada um tem que tomar. Conte pra gente o que te tira do sério, compartilhe! Vamos dizer não à irritação. Fonte: Instituto União | Livro: O poder da gentileza. Rosana Braga. [post_title] => Qual o seu limite? O que irrita você? [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => qual-o-seu-limite-o-que-irrita-voce [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2011-10-27 11:40:21 [post_modified_gmt] => 2011-10-27 13:40:21 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2565 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 5 [filter] => raw ) [3] => WP_Post Object ( [ID] => 2507 [post_author] => 2 [post_date] => 2011-10-19 10:23:32 [post_date_gmt] => 2011-10-19 12:23:32 [post_content] => Abrir a porta do carro para que ela entre. Posicionar a cadeira antes de outra pessoa sentar. No dia seguinte ao jantar, enviar flores. Os homens são, até mesmo por uma questão cultural (e quem sabe, histórica), gentis por natureza. E, da mesma forma que a gentileza impacta positivamente a mãe, namorada ou amiga, pode surpreender qualquer pessoa. Uma gentileza, que deveria ser hábito, tornou-se algo inesperado. E surpreendente. Olha só: Por isso, a boa dica do Trânsito+gentil é exercer a gentileza durante todo o dia e não deixar que ela falhe nunca... Permitir uma ultrapassagem, esperar que o pedestre chegue à calçada para seguir adiante, auxiliar um idoso na travessia da rua são gentilezas (assim como agradar quem se ama). <3 [post_title] => Machão também é gentil ;D [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => machao-tambem-e-gentil-d [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2011-10-19 10:23:32 [post_modified_gmt] => 2011-10-19 12:23:32 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2507 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 1 [filter] => raw ) [4] => WP_Post Object ( [ID] => 2117 [post_author] => 2 [post_date] => 2011-08-01 12:19:36 [post_date_gmt] => 2011-08-01 14:19:36 [post_content] => Educação, gentileza e leis de trânsito são os componentes chave para fazer das vias um local seguro para trafegar, considerando a desproporção entre pessoas e veículos. Alguns acidentes acontecem porque alguém precisou fazer alguma manobra, esquecendo todo o resto que envolvia o momento: os outros carros, a faixa de pedestre, o pedestre, a conversão não permitida, a troca de faixa etc. Egoísmo? Estar com pressa ou distraído não justifica algumas ações que oferecem risco para as outras pessoas. Nas ruas e estradas, é preciso tratar todos com a mesma gentileza que gostaríamos de ser tratados. É importante se colocar no lugar das pessoas: “Eu gostaria que ele me desse passagem?”, “Poxa, o carro está ocupando toda a calçada, por onde passo?”, “Nossa, quase bati no carro porque ele não usava a seta”... Quer lembrar sempre de ser gentil por aí? Que tal colar um novo adesivo do Trânsito+gentil no quebra-sol do seu carro, na capa do caderno? agendamaisgentil Você acha que as leis de trânsito seriam necessárias se houvesse bom senso (e gentileza) por parte de motoristas e pedestres? Dê sua opinião =) [post_title] => Gentileza vs. egoísmo [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => gentileza-vs-egoismo [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2011-08-01 12:19:36 [post_modified_gmt] => 2011-08-01 14:19:36 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=2117 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 2 [filter] => raw ) [5] => WP_Post Object ( [ID] => 628 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-03-22 16:27:43 [post_date_gmt] => 2010-03-22 18:27:43 [post_content] => Domingo passado (21/3/2010), o Fantástico exibiu uma matéria sobre o desrespeito à faixa de pedestres em 4 capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza. Sempre reforçando que o pedestre tem a preferência, fizeram o teste em 2 tipos de faixas diferentes: as que têm semáforo e as que não têm. Gravaram durante 2 horas em cada cidade e estabeleceram um ranking de qual cidade cometia mais infrações durante este intervalo de tempo. O campeão em infrações na faixa com semáforo foi o Rio de Janeiro: em 2 horas, foram observadas 88 infrações sobre a faixa de pedestres! Depois veio São Paulo, com 40 infrações. Em 3º, Fortaleza, com 11 infrações e, por último, Salvador comum ótimo exemplo, apresentando apenas 1 infração! Mas em compensação, onde não havia semáforo em Salvador, 530 motoristas desrespeitaram os pedestres que tentavam atravessar a rua. Veja o vídeo da reportagem completa e observe como os motoristas agiram quando foram questionados sobre parar em cima da faixa de pedestres: Agora, vale lembrar da lei: estacionar na faixa de pedestre é infração grave. Gera cinco pontos na carteira e multa de R$ 127,69. Já parar sobre a faixa na mudança de sinal é infração média, com multa de R$ 85,13, mais quatro pontos na habilitação. Pedestres: estão indignados com o resultando dessa pesquisa? Pois é, essas cidades estão realmente precisando de um Trânsito + Gentil. A gentileza deve partir de nós mesmos, pois existem muitos pedestres que também não são nada gentis e atravessam fora da faixa. Sendo assim, que direito eles teriam de exigir alguma coisa dos motoristas? Pensem nisso, e comecem a mudança dentro de vocês! Sempre por um Trânsito + Gentil :D [post_title] => Que cidade desrespeita mais a faixa de pedestres? [post_excerpt] => Domingo passado (21/3/2010), o Fantástico exibiu uma matéria sobre o desrespeito à faixa de pedestres em 4 capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza. Sempre reforçando que o pedestre tem a preferência, fizeram o teste em 2 tipos de faixas diferentes: as que têm semáforo e as que não têm. Gravaram durante 2 horas em cada cidade e estabeleceram um ranking de qual cidade cometia mais infrações durante este intervalo de tempo. [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => que-cidade-desrespeita-mais-a-faixa-de-pedestres [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-03-22 16:27:43 [post_modified_gmt] => 2010-03-22 18:27:43 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=628 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 3 [filter] => raw ) [6] => WP_Post Object ( [ID] => 513 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-02-26 19:29:47 [post_date_gmt] => 2010-02-26 21:29:47 [post_content] => Chegando com tudo nessa sexta-feira geladinha , selecionamos alguns seguidores gentis para colocar aqui em nosso blog! São sempre muitas tuitadas bacanas, continue interagindo com a gente, quem sabe um dia você não aparece aqui também? :D Agora, vamos às gentilezas!

@LeFerreira1

Essa é a Leticia Ferreira - @LeFerreira1. Descobrimos a Letícia depois de ler o post que ela publicou em seu blog falando sobre gentileza e citando o Trânsito + Gentil. O texto ficou realmente muito bacana e gostaríamos de agradecer pela divulgação da campanha. Le, você escreve muito bem e pegou direitinho o espírito da coisa! Parabéns! (Pra quem quiser ler o post que a Leticia escreveu, clique aqui: Um agora melhor)

@Martchola

O pessoal foi gentil inclusive no carnaval! Adoramos essa gentileza @Martchola! Além de evitar possíveis acidentes no trânsito causados por um motorista alcoolizado, você foi gentil e levou o cara pra casa. Está de parabéns! ;)

@RicardoPetter

@RicardoPetter, se até hoje você nunca levou nenhuma buzinada, quer dizer que você é realmente muito correto e merece um lugarzinho aqui nos seguidores gentis! O termo “me imponho” deve ser usado com cautela, mas quando alguém “se impõe” através de uma atitude positiva, como no seu caso, isso é excelente. Também está de parabéns! Por hoje é só pessoal. Continuem participando pelo Twitter, que nós estamos de olho em todas as gentilezas que vocês mandam pra gente! Boa sexta-feira e aproveitem o final de semana praticando gentilezas no trânsito. Um Trânsito + Gentil começa com você! [post_title] => Seguidores Gentis [02] [post_excerpt] => Chegando com tudo nessa sexta-feira geladinha , selecionamos alguns seguidores gentis para colocar aqui em nosso blog! São sempre muitas tuitadas bacanas, continue interagindo com a gente, quem sabe um dia você não aparece aqui também? :D [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => seguidores-gentis-2 [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-02-26 19:29:47 [post_modified_gmt] => 2010-02-26 21:29:47 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=513 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 0 [filter] => raw ) [7] => WP_Post Object ( [ID] => 356 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-02-19 15:15:24 [post_date_gmt] => 2010-02-19 17:15:24 [post_content] =>

A gente passa horas, dias, meses falando sobre gentileza no trânsito: dar seta, dar passagem para os apressadinhos, não andar de farol alto por aí. Mas...Será que não estamos esquecendo de nada? E quem esta fora do carro, também não conta?

Claro que conta! Como já falamos em um post antigo, muitas situações que nem imaginamos, também podem ser consideradas trânsito. E os pedestres, apesar de não estarem dentro de um automóvel, estão andando na rua e convivendo lado a lado com os carros da cidade, tendo grande influência no trânsito como um todo. Mas será que eles também contribuem para um Trânsito + Gentil? Imagine só se todos os pedestres começassem a dar uma de rebeldes e atravessassem fora da faixa ou da passarela, andassem no meio da rua ao invés de usar a calçada, ignorassem a sinalização...Seria um deus nos acuda, não é mesmo? Tipo o caos que fica na 25 de março, em véspera de natal: aquele formigueiro de pessoas, todas desesperadas para conseguir chegar até a próxima loja, enquanto alguns carros tentam, sem muito sucesso, passar pela rua, onde devem circular. Portanto, aqui vão algumas dicas para todos os pedestres poderem contribuir para um Trânsito + Gentil: 1- Lembre-se de que você não está no deserto. Tem mais gente andando ao seu lado, tipo carros, motos e bicicletas. Você precisa ver e ser visto por todos e estar sempre atento ao que acontece ao seu redor. 2- Já ouviu falar em cores fluorescentes? São aquelas cores bem chamativas, que parecem estar acesas. Boa parte da sinalização de trânsito é feita com essas cores ou com objetos refletores. Calma, não vamos pedir para você usar roupas fluorescentes, mas que tal optar por roupas mais claras à noite ou em dias de chuva? Isso facilita a visão dos motoristas e pode evitar acidentes! 3- Você estava atravessando a rua e deixou cair a carteira no meio dela. Minha nossa, e agora? Melhor esperar o farol de pedestres abrir de novo para voltar e pegá-la. Afinal, o que vale mais? A carteira ou sua vida? 4- Se não achar uma faixa de pedestres, procure atravessar perto de lombadas ou lombadas eletrônicas. Os motoristas costumam andar mais devagar quando passam por elas, e fica muito mais seguro para todo mundo! 5- Dê o exemplo para as crianças. Como pequenos aprendizes, eles observam tudo e prestam muita atenção nos detalhes. Sempre pegue a criança pela mão e ensine como funciona o farol, a faixa de pedestres e alerte sobre os perigos de não se ter atitudes gentis e corretas no trânsito. Estas são dicas básicas, que todos os pedestres deveriam saber e que é sempre bom lembrar. Tem alguma dica boa pra compartilhar com a gente? Deixe um comentário! Vamos adorar compartilhar coisas boas com vocês, sempre a favor de um Trânsito + Gentil. Foto by Jon Rolfe [post_title] => Atenção pedestre! [post_excerpt] => A gente passa horas, dias, meses falando sobre gentileza no trânsito: dar seta, dar passagem para os apressadinhos, não andar de farol alto por aí. Mas...Será que não estamos esquecendo de nada? E quem esta fora do carro, também não conta? [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => atencao-pedestre [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-02-19 15:15:24 [post_modified_gmt] => 2010-02-19 17:15:24 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=356 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 2 [filter] => raw ) [8] => WP_Post Object ( [ID] => 254 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-02-01 22:22:12 [post_date_gmt] => 2010-02-02 00:22:12 [post_content] => "Esta é uma cena comum nos EUA. Está nas leis de trânsito e faz parte da prova para tirar carteira de motorista. Quando um ônibus escolar faz uma parada para buscar ou deixar as crianças, todos os carros devem parar. Quando digo todos, isto significa que as duas mãos são obrigadas a parar (caso a rua tenha até duas faixas de trânsito). Sei que é dificil representar isso numa foto, mas no momento abaixo o ônibus escolar está com as luzes estroboscópicas acionadas e uma placa “Stop” na lateral do ônibus alertando os motoristas que vêm no outro sentido. Todos os carros estão parados, aguardando as crianças descerem em segurança, inclusive eu.

Ônibus escolar parando trânsito nos EUA

Não importa o quão atrasado você esteja, quanto dinheiro você tenha ou qualquer outro motivo, aqui, pelo menos no trânsito, as crianças são prioridade." Este post foi originalmente publicado no blog Ideias de Fora e enviado pelo Eduardo Castilho, um dos apoiadores do Trânsito+Gentil no twitter. Se você quiser nos enviar um post ou uma matéria legal, é só entrar em contato conosco através do @transitogentil. Quem sabe a gente também não publica aqui? [post_title] => Quando a prioridade são as crianças [post_excerpt] => "Esta é uma cena comum nos EUA. Está nas leis de trânsito e faz parte da prova para tirar carteira de motorista. Quando um ônibus escolar faz uma parada para buscar ou deixar as crianças, todos os carros devem parar..." [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => quando-a-prioridade-sao-as-criancas [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-02-01 22:22:12 [post_modified_gmt] => 2010-02-02 00:22:12 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=254 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 1 [filter] => raw ) ) [post_count] => 9 [current_post] => -1 [in_the_loop] => [post] => WP_Post Object ( [ID] => 3715 [post_author] => 1 [post_date] => 2016-03-03 15:21:38 [post_date_gmt] => 2016-03-03 15:21:38 [post_content] =>

Passamos grande parte do nosso tempo no trânsito, seja dentro de um carro, ônibus, metrô, trem e até mesmo a pé ou em cima de uma bicicleta. Se pararmos para pensar um pouco, logo vemos que o trânsito é feito de pessoas, sejam motoristas, ciclistas ou pedestres. Assim, nada mais é do que o reflexo de todos nós.

De repente, aquela frase "devemos ser a mudança que queremos ver" parece fazer todo o sentido, certo? Por isso, para que o trânsito de amanhã seja melhor, precisamos ser pessoas melhores também. Quanto mais gentileza, mais tolerância, mais paciência, mais respeito, melhor.

Nunca é tarde para começar uma mudança, ainda mais quando influencia na vida de outras pessoas. Você já recebeu alguma gentileza que deixou o seu dia mais leve? Conte pra gente! É só marcar no nosso mapa da gentileza: https://gentil.vc/mapadagentileza

Faça a sua parte e ajude a construir não só um Trânsito+gentil, mas uma rotina e uma vida melhor para todos nós. =)

[post_title] => O trânsito é o reflexo dos motoristas [post_excerpt] => [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => o-transito-e-o-reflexo-dos-motoristas [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2016-03-03 15:21:38 [post_modified_gmt] => 2016-03-03 15:21:38 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/?p=3715 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 0 [filter] => raw ) [comment_count] => 0 [current_comment] => -1 [found_posts] => 9 [max_num_pages] => 1 [max_num_comment_pages] => 0 [is_single] => [is_preview] => [is_page] => [is_archive] => 1 [is_date] => [is_year] => [is_month] => [is_day] => [is_time] => [is_author] => [is_category] => [is_tag] => 1 [is_tax] => [is_search] => [is_feed] => [is_comment_feed] => [is_trackback] => [is_home] => [is_404] => [is_embed] => [is_paged] => [is_admin] => [is_attachment] => [is_singular] => [is_robots] => [is_posts_page] => [is_post_type_archive] => [query_vars_hash:WP_Query:private] => 8133a7c2e41fce44507aa1ff5d4ee649 [query_vars_changed:WP_Query:private] => [thumbnails_cached] => 1 [stopwords:WP_Query:private] => [compat_fields:WP_Query:private] => Array ( [0] => query_vars_hash [1] => query_vars_changed ) [compat_methods:WP_Query:private] => Array ( [0] => init_query_flags [1] => parse_tax_query ) )