No início do mês, fizemos um Concurso Cultural em homenagem ao Dia dos Pais. Foram mais de 800 inscrições, muitas frases e muito trabalho para decidir entre tantas respostas tão legais.

Por isso, fizemos uma seleção de algumas frases que, muito além de ser um ensinamento de pai para filho, é um ensinamento de vida muito importante para recarregarmos as forças da nossa gentileza.

**

# Geovani Luiz de Souza, Joinville/SC: Não tem como explicar a maior gentileza.  O que eu posso comentar é que, se eu não tivesse o meu pai em minha vida, eu não saberia o que é gentileza!

# André Vicente Plastino Silva, Rio das Ostras/RJ: A maior gentileza que eu aprendi com meu pai foi também a maior gentileza que meu pai aprendeu com meu avô. Meu avô veio da Itália (na década de 30) tentar a vida no Brasil, sozinho, com apenas um primo distante como referência, deixando os pais e oito irmãos na Itália, trouxe consigo apenas uma pequena mala de roupas surradas. Um dia, procurando trabalho no Centro do Rio, se deparou com um andarilho sem camisa (era um dia frio) e ele, tocado pelo frio que o senhor de idade estava sentindo, tirou seu único paletó e o ofereceu. Essa história sempre foi contada a mim e aos meus primos (Flavio, Márcio e Renato) pelo meu pai e pela minha avó Virgínia (que cuidava da gente enquanto nossos pais trabalhavam) e sempre esteve presente na minha vida como um verdadeiro ensinamento de humildade e gentileza para com o próximo. Saudades dos meus avós Virgínia Porto e Plastina Vincenzo.

# Felipe Jose Nogueira, Indaiatuba/SP: EU APRENDI que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender. EU APRENDI que os passeios simples com meu pai em volta do quarteirão nas noites de verão quando eu era criança fizeram maravilhas para mim quando me tornei adulto. EU APRENDI que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos. EU APRENDI que dinheiro não compra "classe". EU APRENDI que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular. EU APRENDI que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada e amada. EU APRENDI que Deus não fez tudo num só dia, o que me faz pensar que eu poderia?

# Vicente Paulo Alves, Brasília/DF: Ser verdadeiro e honesto para que o mundo seja um pouquinho diferente daquele que tanto nos decepciona pelas más atitudes, violência e falta de solidariedade das pessoas na convivência social.

# Gilson Giliard Monteiro, São Paulo/SP: Aprendi que, para ser um bom pai, é preciso, antes de tudo, ser um bom filho. É preciso ser espelho para ser espelhado. É preciso ser bom pra ensinar o melhor.

# Denise Barbosa dos Santos, São Paulo/SP: Era um daqueles rigorosos invernos da década de 80, estava feliz da vida, pois havia ganhado uma jaqueta de nylon vermelha já usada, mas quase nova, e estávamos a caminho do parque público a bordo da velha Kombi azul do meu pai. No farol havia um casal com três crianças e a maior estava apenas de camiseta regata, bermuda e chinelos. Entre os seis irmãos que estavam no carro, somos ao todo dez, a melhor agasalhada era eu. Meu pai parou o carro, me pediu a tão querida jaqueta e entregou ao menino. Voltamos para casa para pegar a minha velha blusa de lã cor de rosa. Nunca me esqueci do gesto generoso, daquele que, em meio a tantas dificuldades, nos ensinou a jamais esquecermos do próximo e a compartilhar tudo o que temos.

# Ruzia de Castro Sa Barreto, São Lourenço da Mata/PE: Meu pai me ensinou que devemos sempre ter um SORRISO no rosto quando falarmos com alguém, esse ensinamento quero passar pros meus filhos.

# Vinicius Marinheiro, Osasco/SP: Meu nome é Vinicius Marinheiro. Tenho 12 anos, estou na 6ª série. Meus pais são separados, mas a cada 15 dias vou ficar com ele. Meu pai me ensina que a gentileza começa dentro de minha casa como quando minha mãe chega com sacolas de compras e eu corro logo para ajudar em vez de ficar só olhando. É assim no trânsito, por exemplo... dar passagem, não xingar, procurar ser gentil; é respeitar e ser respeitado. Uma vez um motorista estava com muita pressa e começou a buzinar sem parar, meu pai sorriu para ele, deu sinal para ele passar. Percebi que o sorriso dele deixou o moço bem sem graça. É melhor ter calma do que discutir, ele me diz que briga vai só gerar violência.

# Paola Laconelli, São Paulo/SP: Ele me ensinou a me colocar no lugar do outro antes de tomar qualquer atitude ou decisão. Ver as coisas do ângulo do outro ajuda a lembrar que todos podemos cometer os mesmos erros, somos todos iguais.

# Marcelo Lerner, São Paulo/SP: A maior gentileza que aprendi com meu pai e que, com certeza, ensinaria aos meus filhos, foi SORRIR. Aprendi que SORRIR é uma gentileza simples, fácil de se espalhar, cria afeto e bom efeito nas pessoas.

# Marcelo Domingos, Mococa/SP: Aprendi que as atitudes responsáveis desenvolvem as pessoas e atitudes gentis as transformam.

# Vanessa Ribeiro, Jacareí/SP: Quando eu tinha sete anos, eu e meu pai íamos à missa pela manhã, pois eu estava na catequese e minha mãe com meus irmãos, de cinco e três anos,  ficavam em casa. Ao sairmos da missa, passávamos numa feira próxima e ele comprava uma rosa vermelha para eu entregar para minha mãe, sendo esta sua flor favorita. Fazíamos essa gentileza todo domingo e minha mãe sempre se alegrava com a flor, nem parecia estar acostumada com o agrado, demonstrando surpresa a cada domingo. Com certeza ensinarei isso à minha filha, ser gentil com meu marido sempre, agradecendo por trabalharmos em equipe construindo nossa família.

# Hudson C. Ciconelo, Jacareí/ SP: A maior gentileza que aprendi com meu pai, que faço hoje em dia e ensinarei para a minha filha é a de não deixar nenhuma pessoa perdida no trânsito. Eu não esqueço o jeito do meu pai todo dedicado ensinando o caminho para que tal pessoa chegasse, e se caso ele não soubesse, ele parava o que estava fazendo e pegava uma lista telefônica (pois ainda não existia o Google) e procurava o endereço até encontrá-lo e explicava de um jeito que a pessoa saía dali com a certeza de que chegaria ao lugar procurado. Infelizmente hoje já não vemos isto acontecer, mas com certeza eu nunca vou me esquecer da dedicação do meu amado Pai.

# Mariza Helena Dan, Vila Velha/ES: Que nossas ações sejam baseadas na honestidade, integridade e humildade, valorizando nossas pequenas conquistas em todos os momentos de nossa vida!

# Rosali Michelsohn, Campinas/SP: Dirija da mesma forma que quando anda por um gramado com flores. Aprecie a paisagem e cuide para não estragar nada. Tudo no seu caminho é precioso. E você, minha filha, é a preciosidade da minha vida.

**

Gostaram? Todo dia é dia de compartilhar gentilezas. Seja no trânsito, entre famílias e amigos ou entre quem a gente nem conhece. Além disso, é uma forma de buscar novas inspirações. E vocês: o que acham?

Se você não participou do nosso Dia dos Pais, fique de olho no Trânsito+gentil. Faremos novos concursos e ações. ;D