molas




Todo motorista que quiser manter seu carro seguro e em bom estado precisa prestar sempre atento aos itens principais da suspensão do veículo (representados pelas molas e amortecedores). Isso é tão importante quanto se lembrar de abastecer o seu automóvel.


A quilometragem do carro é a prioridade para manter o bom funcionamento. Isso porque, a cada 20 mil quilômetros, todo o sistema de suspensão precisa passar por uma revisão. Quando essa marca dobrar, atingindo os 40 mil quilômetros, os itens precisam ser trocados – e isso é uma recomendação dos fabricantes!


A falta de atenção dedicada a amortecedores e molas interfere, diretamente, na estabilidade do carro. É sempre bom pedir ao mecânico que dê uma boa olhada na suspensão quando você levar o carro na oficina para alinhamento e balanceamento. Também é essencial verificar, antes de sair da garagem, se há vazamentos ou se as hastes e borrachas estão limpas.


Caso os amortecedores e molas estejam desgastados, é preciso renovar os itens. Acontece que muitos motoristas prestam atenção somente aos amortecedores e se esquecem das molas. Vale a ressalva: é preciso substituir esses dois itens sempre que necessário. Afinal, um depende do outro para funcionar de maneira correta.



A suspensão de um carro, além de ser essencial para a segurança do veículo (já que garante a sua estabilidade), também é importante para proporcionar maior conforto aos seus passageiros. Em situações de derrapagem e curvas, a suspensão tem papel fundamental.
Os motoristas não devem se esquecer de que a direção defensiva é fundamental para o aumento da vida útil de amortecedores e molas. Cuidados como desviar de buracos e diminuir a velocidade em lombadas ajudam a manter a suspensão do carro em bom estado. E quem mantém o carro em ordem ajuda a praticar um Trânsito+gentil – evitando acidentes, engarrafamentos e todo o estresse que essas situações provocam. ;)