450242967


Às vésperas de um feriadão, você já deve ter planejado toda a sua viagem. Já conferiu a revisão do carrojá fez a lista de roupas que vai colocar na mala, já programou mentalmente os passeios e atividades para aproveitar cada minuto desses quatro dias de descanso? Mas você realmente pensou em tudo? Já estudou o caminho que vai fazer? Já verificou se existem pedágios e quais são seus valores?

Os pedágios são um grande aborrecimento para quem deseja fazer uma viagem rápida. Sobretudo pelas grandes filas que se formam. Por isso, aqui no blog do Trânsito+gentil tem uma dica para você. Sabe aqueles trocados que recebeu na padaria? Aqueles centavos encontrados no bolso da calça? Ou mesmo aquele monte de    moedas que você tirou da carteira para não pesar? Eles podem ser muito úteis na estrada.

Os valores dos pedágios, geralmente, não são redondos. Têm sempre aqueles dois dígitos após a vírgula para complicar o seu pagamento. Por isso, facilite sua viagem e as dos carros atrás de você: quando for viajar, carregue sempre dinheiro trocado.

Eis um exemplo para ilustrar essa situação. Vai viajar de São Paulo para Belo Horizonte? Nesse trajeto (Rodovias Presidente Dutra e Fernão Dias) existem oito pedágios, todos com valor igual:

  • Mairiporã: R$ 1,50

  • Vargem: R$ 1,50

  • Cambuí: R$ 1,50

  • São Gonçalo do Sapucaí: R$ 1,50

  • Carmo da Cachoeira: R$ 1,50

  • Santo Antônio do Amparo: R$ 1,50

  • Carmópolis de Minas: R$ 1,50

  • Itatiaiuçu: R$ 1,50


Como agir neste caso? Simples! Faça montinhos de moedas no valor exato da cobrança (ou arredondado por poucos centavos) e evite perder muito tempo neste processo. Assim, você usa aqueles trocadinhos parados na sua casa, aproveita o seu tempo na estrada e facilita a vida do cobrador.

Quer saber o custo dos pedágios para sua viagem saindo de São Paulo? Acesse https://gentil.vc/2c6rz. Lá, você também tem acesso ao cálculo feito a partir de cidades em outros estados. Confira!