Provavelmente, muitos de vocês já ouviram falar em “mão francesa” e “mão inglesa”, certo? Mas vocês sabem de onde ou por que essas nomenclaturas surgiram?

Antes de contar a história sobre elas, vamos explicar o que cada uma significa:

Mão Francesa: é a mão que adotamos no Brasil, onde a circulação de veículos é feita pela direita. Os pedestres devem, ao atravessar uma rua de mão dupla, olhar primeiro para a esquerda e depois para a direita. As placas de trânsito se situam, em sua maioria, no lado direito da via e a ultrapassagem deve ser feita pela esquerda.

Mão Inglesa: está presente nos países que possuem circulação pela esquerda, ou seja, a ultrapassagem é feita pela direita, pois o tráfego na direção oposta vem por esse lado. As rotatórias são circundadas no sentido horário e o banco do motorista e o volante se localizam do lado direito, portanto, o motorista troca de marcha com a mão esquerda. No Reino Unido por exemplo, a mão inglesa é utilizada.

mao-francesa-inglesa



A origem dessas nomenclaturas é bem interessante. Antigamente, os cavaleiros da Inglaterra eram destros, em sua maioria. Então, eles seguravam suas espadas com a mão direita e permaneciam do lado esquerdo, deixando a direita livre caso entrassem em combate com algum inimigo. Então, o sentido de circulação foi chamado de “mão inglesa”. Porém, na França, Napoleão ordenou que todos usassem o lado direito, pois ele era canhoto e seus cocheiros deveriam cruzar com ele do lado “correto”, criando assim, a “mão francesa”.

É engraçado imaginar que, hoje em dia, ainda são usadas regras impostas por um imperador que, por mero capricho, modificou todo um jeito de se circular pelas ruas.

O sentido de circulação também funciona para praticarmos algumas gentilezas. Por exemplo: vocês já viram nas escadas rolantes do metrô avisos como “Mantenha-se a direita” ou “Deixe a esquerda livre”? Funciona como no trânsito: se há pessoas com mais pressa do que a gente, por que não deixar a esquerda livre para que elas façam a ultrapassagem pelo lado certo, como os carros fazem nas ruas? Em nosso dia a dia, precisamos ficar atentos tanto no trânsito quanto em lugares públicos como shoppings e metrôs , por exemplo,  para sempre espalharmos gentileza em nossa volta.

E aí, gostou da curiosidade? Trânsito + Gentil também é cultura! Deixe um comentário pra gente com algumas dicas de gentileza utilizando a mão francesa! :)

Foto by places2go