Começar a pedalar nos finais de semana é o primeiro passo para se tornar um ciclista no dia a dia. Tem que ter bastante força de vontade para deixar de usar um veículo motorizado para a locomoção. Mas, antes de se tornar um ciclista, é importante entender os benefícios de trocar o carro ou ônibus na ida ao trabalho, por exemplo, pela bicicleta.

ciclismo-urbano


Esse meio de transporte é melhor para todos! É uma gentileza com a própria saúde pelo exercício e menos estresse; e com o meio ambiente, pois o ciclista contribui com a redução da emissão de CO² e com o trânsito.

Quero adotar esse hábito, que cuidados devo tomar?

O primeiro cuidado deve ser sempre a segurança! Se você resolveu ter a bicicleta como meio de transporte, é fundamental se equipar essencialmente com o capacete e com os itens previstos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB): campainha, sinalização noturna dianteira, traseira e lateral, refletor nos pedais e espelho retrovisor do lado esquerdo.

Só após tudo isso é que a gente entra de verdade no tema deste post: a nossa rota!

O percurso escolhido pode contribuir bastante para a segurança e ser decisivo para que o ciclista pedale sem sofrer interferências de veículos pesados, fazendo com que fique mais calmo durante o caminho.

Também é importante levar em conta a topografia desse trajeto. Ele tem muitas árvores? É acidentado? Um caminho mais plano, aliado a um tráfego menos intenso, é um cenário muito bom para o ciclista.

Claro que para quem já está habituado a pedalar fica mais fácil escolher a melhor rota. Quem está começando tem a tendência de escolher o trajeto que costuma fazer de carro, ônibus ou a pé – que pode até ser mais curto, mas não necessariamente é o mais seguro.

A Prefeitura de São Paulo tem feito alguns levantamentos por intermédio da Secretaria dos Esportes para oferecer esses trajetos para os ciclistas e incentivar a prática esportiva. O projeto tem previsão de ser implantado até setembro deste ano (fonte). Confira sugestão da Folha de São Paulo de um trajeto para o ciclista que sai da praça Oswaldo Cruz, no Paraíso, em direção à praça Itália, próxima ao largo da Batata, em São Paulo.

E na sua cidade? Há projetos semelhantes para incentivar o uso da bicicleta? E ciclovias? Você conhece trajetos seguros para pedalar até o trabalho, a faculdade ou à academia?

A gente acredita que incentivar o ciclismo é uma atitude gentil, melhorando a qualidade do ar, a saúde das pessoas e o tráfego nas cidades. Só que, em primeiro lugar, temos que pensar em nossa segurança no trânsito. Compartilhe sua opinião e experiência com a gente!