Tag Archives: dica

Aqui vai um post de utilidade pública! Afinal, quase todo mundo tem um animalzinho de estimação em casa para amar, não é mesmo? Então, resolvemos dar algumas dicas de como transportar corretamente seu bichinho no carro, para vocês fazerem juntos um passeio tranquilo e uma viagem segura.

Nova imagem

Continue reading

A gente passa horas, dias, meses falando sobre gentileza no trânsito: dar seta, dar passagem para os apressadinhos, não andar de farol alto por aí. Mas…Será que não estamos esquecendo de nada? E quem esta fora do carro, também não conta?

Continue reading

WP_Query Object
(
    [query] => Array
        (
            [paged] => 2
            [tag] => dica
        )

    [query_vars] => Array
        (
            [paged] => 2
            [tag] => dica
            [error] => 
            [m] => 
            [p] => 0
            [post_parent] => 
            [subpost] => 
            [subpost_id] => 
            [attachment] => 
            [attachment_id] => 0
            [name] => 
            [static] => 
            [pagename] => 
            [page_id] => 0
            [second] => 
            [minute] => 
            [hour] => 
            [day] => 0
            [monthnum] => 0
            [year] => 0
            [w] => 0
            [category_name] => 
            [cat] => 
            [tag_id] => 180
            [author] => 
            [author_name] => 
            [feed] => 
            [tb] => 
            [meta_key] => 
            [meta_value] => 
            [preview] => 
            [s] => 
            [sentence] => 
            [title] => 
            [fields] => 
            [menu_order] => 
            [embed] => 
            [category__in] => Array
                (
                )

            [category__not_in] => Array
                (
                )

            [category__and] => Array
                (
                )

            [post__in] => Array
                (
                )

            [post__not_in] => Array
                (
                )

            [post_name__in] => Array
                (
                )

            [tag__in] => Array
                (
                )

            [tag__not_in] => Array
                (
                )

            [tag__and] => Array
                (
                )

            [tag_slug__in] => Array
                (
                    [0] => dica
                )

            [tag_slug__and] => Array
                (
                )

            [post_parent__in] => Array
                (
                )

            [post_parent__not_in] => Array
                (
                )

            [author__in] => Array
                (
                )

            [author__not_in] => Array
                (
                )

            [ignore_sticky_posts] => 
            [suppress_filters] => 
            [cache_results] => 1
            [update_post_term_cache] => 1
            [lazy_load_term_meta] => 1
            [update_post_meta_cache] => 1
            [post_type] => 
            [posts_per_page] => 10
            [nopaging] => 
            [comments_per_page] => 50
            [no_found_rows] => 
            [order] => DESC
        )

    [tax_query] => WP_Tax_Query Object
        (
            [queries] => Array
                (
                    [0] => Array
                        (
                            [taxonomy] => post_tag
                            [terms] => Array
                                (
                                    [0] => dica
                                )

                            [field] => slug
                            [operator] => IN
                            [include_children] => 1
                        )

                )

            [relation] => AND
            [table_aliases:protected] => Array
                (
                    [0] => t_g_term_relationships
                )

            [queried_terms] => Array
                (
                    [post_tag] => Array
                        (
                            [terms] => Array
                                (
                                    [0] => dica
                                )

                            [field] => slug
                        )

                )

            [primary_table] => t_g_posts
            [primary_id_column] => ID
        )

    [meta_query] => WP_Meta_Query Object
        (
            [queries] => Array
                (
                )

            [relation] => 
            [meta_table] => 
            [meta_id_column] => 
            [primary_table] => 
            [primary_id_column] => 
            [table_aliases:protected] => Array
                (
                )

            [clauses:protected] => Array
                (
                )

            [has_or_relation:protected] => 
        )

    [date_query] => 
    [queried_object] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 180
            [name] => dica
            [slug] => dica
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 180
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 12
            [filter] => raw
        )

    [queried_object_id] => 180
    [request] => SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS  t_g_posts.ID FROM t_g_posts  LEFT JOIN t_g_term_relationships ON (t_g_posts.ID = t_g_term_relationships.object_id) WHERE 1=1  AND ( 
  t_g_term_relationships.term_taxonomy_id IN (180)
) AND t_g_posts.post_type = 'post' AND (t_g_posts.post_status = 'publish' OR t_g_posts.post_status = 'acf-disabled') GROUP BY t_g_posts.ID ORDER BY t_g_posts.post_date DESC LIMIT 10, 10
    [posts] => Array
        (
            [0] => WP_Post Object
                (
                    [ID] => 613
                    [post_author] => 2
                    [post_date] => 2010-03-18 17:36:09
                    [post_date_gmt] => 2010-03-18 19:36:09
                    [post_content] => Aqui vai um post de utilidade pública! Afinal, quase todo mundo tem um animalzinho de estimação em casa para amar, não é mesmo? Então, resolvemos dar algumas dicas de como transportar corretamente seu bichinho no carro, para vocês fazerem juntos   um passeio tranquilo e uma viagem segura.

Nova imagem

O Código de Trânsito Brasileiro possui 2 artigos que dizem respeito a este assunto: Art. 252. Dirigir o veículo: II - transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas; Infração - média; Penalidade - multa. Art. 235. Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados: Infração - grave; Penalidade - multa; A lei não especifica como cada um deve levar seu animalzinho, apenas cita as atitudes infratoras. Ou seja, a decisão de como transportá-lo, de certa forma, vem do bom senso de cada um. A princípio, devemos pensar que o animal, em hipótese alguma, deve influenciar o motorista; ele deve estar em algum lugar do carro onde não possa se locomover nem preocupar o dono indo até a janela ou pulando de um lado para o outro. Uma boa alternativa de segurança, para qualquer tipo de animal, sejam cães ou gatos, é a caixa de transporte. Comprando uma caixa do tamanho certo para seu animal de estimação, ele estará seguro e confortável na hora de andar de carro. Para os animais maiores, vale até afastar os bancos traseiros para dar mais espaço para a caixa de transporte. Então, é só colocar o animal na caixa e prendê-la com os cintos de segurança do carro. Colocar redes de segurança nas janelas ou até mesmo grades divisórias no interior dos carros, separando a parte onde fica o animal do motorista, também é uma boa saída. Mas é imprescindível o uso do cinto de segurança especial para animais. Também é sempre bom forrar com jornal e panos velhos o local onde seu bichinho irá ficar. Isso evita que o animal suje o carro caso faça suas necessidades ou passe mal. É normal isso acontecer enquanto os animais são transportados, ou por medo ou por terem comido antes de entrarem no carro. Por isso, não é aconselhável alimentá-lo antes do passeio. A não ser que seja uma viagem longa. Sendo assim, é bom fazer intervalos durante a viagem para deixá-lo fazer suas necessidades fora do carro e beber um pouco de água. Caso seu bichinho tenha trauma de andar de carro, você precisará fazer um treinamento com ele. Coloque-o dentro do carro, enquanto estiver desligado, e brinque um pouquinho com ele lá, uma vez por dia, até ele se acostumar a ficar ali dentro. Dê recompensas e carinho, assim ele se sentirá seguro naquele ambiente. Depois, comece com passeios curtos. É um processo que demora um pouco, mas com paciência e muito carinho, seu animalzinho logo se acostumará com a situação. Gostou das dicas? Com certeza seu animalzinho também vai gostar. O Trânsito + Gentil deve estar presente em todas as situações, vamos espalhar gentilezas! Quem tiver mais dicas de como transportar seu animal de estimação no carro, escreva pra gente nos comentários! Gentileza gera gentileza. :D Foto By: © Don Iannone Photography [post_title] => Gentileza animal! [post_excerpt] => Aqui vai um post de utilidade pública! Afinal, quase todo mundo tem um animalzinho de estimação em casa para amar, não é mesmo? Então, resolvemos dar algumas dicas de como transportar corretamente seu bichinho no carro, para vocês fazerem juntos um passeio tranquilo e uma viagem segura. [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => gentileza-animal [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-03-18 17:36:09 [post_modified_gmt] => 2010-03-18 19:36:09 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=613 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 3 [filter] => raw ) [1] => WP_Post Object ( [ID] => 356 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-02-19 15:15:24 [post_date_gmt] => 2010-02-19 17:15:24 [post_content] =>

A gente passa horas, dias, meses falando sobre gentileza no trânsito: dar seta, dar passagem para os apressadinhos, não andar de farol alto por aí. Mas...Será que não estamos esquecendo de nada? E quem esta fora do carro, também não conta?

Claro que conta! Como já falamos em um post antigo, muitas situações que nem imaginamos, também podem ser consideradas trânsito. E os pedestres, apesar de não estarem dentro de um automóvel, estão andando na rua e convivendo lado a lado com os carros da cidade, tendo grande influência no trânsito como um todo. Mas será que eles também contribuem para um Trânsito + Gentil? Imagine só se todos os pedestres começassem a dar uma de rebeldes e atravessassem fora da faixa ou da passarela, andassem no meio da rua ao invés de usar a calçada, ignorassem a sinalização...Seria um deus nos acuda, não é mesmo? Tipo o caos que fica na 25 de março, em véspera de natal: aquele formigueiro de pessoas, todas desesperadas para conseguir chegar até a próxima loja, enquanto alguns carros tentam, sem muito sucesso, passar pela rua, onde devem circular. Portanto, aqui vão algumas dicas para todos os pedestres poderem contribuir para um Trânsito + Gentil: 1- Lembre-se de que você não está no deserto. Tem mais gente andando ao seu lado, tipo carros, motos e bicicletas. Você precisa ver e ser visto por todos e estar sempre atento ao que acontece ao seu redor. 2- Já ouviu falar em cores fluorescentes? São aquelas cores bem chamativas, que parecem estar acesas. Boa parte da sinalização de trânsito é feita com essas cores ou com objetos refletores. Calma, não vamos pedir para você usar roupas fluorescentes, mas que tal optar por roupas mais claras à noite ou em dias de chuva? Isso facilita a visão dos motoristas e pode evitar acidentes! 3- Você estava atravessando a rua e deixou cair a carteira no meio dela. Minha nossa, e agora? Melhor esperar o farol de pedestres abrir de novo para voltar e pegá-la. Afinal, o que vale mais? A carteira ou sua vida? 4- Se não achar uma faixa de pedestres, procure atravessar perto de lombadas ou lombadas eletrônicas. Os motoristas costumam andar mais devagar quando passam por elas, e fica muito mais seguro para todo mundo! 5- Dê o exemplo para as crianças. Como pequenos aprendizes, eles observam tudo e prestam muita atenção nos detalhes. Sempre pegue a criança pela mão e ensine como funciona o farol, a faixa de pedestres e alerte sobre os perigos de não se ter atitudes gentis e corretas no trânsito. Estas são dicas básicas, que todos os pedestres deveriam saber e que é sempre bom lembrar. Tem alguma dica boa pra compartilhar com a gente? Deixe um comentário! Vamos adorar compartilhar coisas boas com vocês, sempre a favor de um Trânsito + Gentil. Foto by Jon Rolfe [post_title] => Atenção pedestre! [post_excerpt] => A gente passa horas, dias, meses falando sobre gentileza no trânsito: dar seta, dar passagem para os apressadinhos, não andar de farol alto por aí. Mas...Será que não estamos esquecendo de nada? E quem esta fora do carro, também não conta? [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => atencao-pedestre [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-02-19 15:15:24 [post_modified_gmt] => 2010-02-19 17:15:24 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=356 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 2 [filter] => raw ) ) [post_count] => 2 [current_post] => -1 [in_the_loop] => [post] => WP_Post Object ( [ID] => 613 [post_author] => 2 [post_date] => 2010-03-18 17:36:09 [post_date_gmt] => 2010-03-18 19:36:09 [post_content] => Aqui vai um post de utilidade pública! Afinal, quase todo mundo tem um animalzinho de estimação em casa para amar, não é mesmo? Então, resolvemos dar algumas dicas de como transportar corretamente seu bichinho no carro, para vocês fazerem juntos um passeio tranquilo e uma viagem segura.

Nova imagem

O Código de Trânsito Brasileiro possui 2 artigos que dizem respeito a este assunto: Art. 252. Dirigir o veículo: II - transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas; Infração - média; Penalidade - multa. Art. 235. Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados: Infração - grave; Penalidade - multa; A lei não especifica como cada um deve levar seu animalzinho, apenas cita as atitudes infratoras. Ou seja, a decisão de como transportá-lo, de certa forma, vem do bom senso de cada um. A princípio, devemos pensar que o animal, em hipótese alguma, deve influenciar o motorista; ele deve estar em algum lugar do carro onde não possa se locomover nem preocupar o dono indo até a janela ou pulando de um lado para o outro. Uma boa alternativa de segurança, para qualquer tipo de animal, sejam cães ou gatos, é a caixa de transporte. Comprando uma caixa do tamanho certo para seu animal de estimação, ele estará seguro e confortável na hora de andar de carro. Para os animais maiores, vale até afastar os bancos traseiros para dar mais espaço para a caixa de transporte. Então, é só colocar o animal na caixa e prendê-la com os cintos de segurança do carro. Colocar redes de segurança nas janelas ou até mesmo grades divisórias no interior dos carros, separando a parte onde fica o animal do motorista, também é uma boa saída. Mas é imprescindível o uso do cinto de segurança especial para animais. Também é sempre bom forrar com jornal e panos velhos o local onde seu bichinho irá ficar. Isso evita que o animal suje o carro caso faça suas necessidades ou passe mal. É normal isso acontecer enquanto os animais são transportados, ou por medo ou por terem comido antes de entrarem no carro. Por isso, não é aconselhável alimentá-lo antes do passeio. A não ser que seja uma viagem longa. Sendo assim, é bom fazer intervalos durante a viagem para deixá-lo fazer suas necessidades fora do carro e beber um pouco de água. Caso seu bichinho tenha trauma de andar de carro, você precisará fazer um treinamento com ele. Coloque-o dentro do carro, enquanto estiver desligado, e brinque um pouquinho com ele lá, uma vez por dia, até ele se acostumar a ficar ali dentro. Dê recompensas e carinho, assim ele se sentirá seguro naquele ambiente. Depois, comece com passeios curtos. É um processo que demora um pouco, mas com paciência e muito carinho, seu animalzinho logo se acostumará com a situação. Gostou das dicas? Com certeza seu animalzinho também vai gostar. O Trânsito + Gentil deve estar presente em todas as situações, vamos espalhar gentilezas! Quem tiver mais dicas de como transportar seu animal de estimação no carro, escreva pra gente nos comentários! Gentileza gera gentileza. :D Foto By: © Don Iannone Photography [post_title] => Gentileza animal! [post_excerpt] => Aqui vai um post de utilidade pública! Afinal, quase todo mundo tem um animalzinho de estimação em casa para amar, não é mesmo? Então, resolvemos dar algumas dicas de como transportar corretamente seu bichinho no carro, para vocês fazerem juntos um passeio tranquilo e uma viagem segura. [post_status] => publish [comment_status] => open [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => gentileza-animal [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2010-03-18 17:36:09 [post_modified_gmt] => 2010-03-18 19:36:09 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => https://www.transitomaisgentil.com.br/blog/?p=613 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 3 [filter] => raw ) [comment_count] => 0 [current_comment] => -1 [found_posts] => 12 [max_num_pages] => 2 [max_num_comment_pages] => 0 [is_single] => [is_preview] => [is_page] => [is_archive] => 1 [is_date] => [is_year] => [is_month] => [is_day] => [is_time] => [is_author] => [is_category] => [is_tag] => 1 [is_tax] => [is_search] => [is_feed] => [is_comment_feed] => [is_trackback] => [is_home] => [is_privacy_policy] => [is_404] => [is_embed] => [is_paged] => 1 [is_admin] => [is_attachment] => [is_singular] => [is_robots] => [is_posts_page] => [is_post_type_archive] => [query_vars_hash:WP_Query:private] => 54cb113555a722a01169e9ac1cc0fe43 [query_vars_changed:WP_Query:private] => [thumbnails_cached] => [stopwords:WP_Query:private] => [compat_fields:WP_Query:private] => Array ( [0] => query_vars_hash [1] => query_vars_changed ) [compat_methods:WP_Query:private] => Array ( [0] => init_query_flags [1] => parse_tax_query ) )